domingo, 5 de agosto de 2018

SP City Half Marathon 2018

Mais uma edição da SP City Marathon. De novo fui de Half Marathon, já que a maratona não era um objetivo e eu poderia usar a meia como treino.

A prova em si continua excelente. A organização mantém-se atenta a detalhes. No ano passado, falamos, por exemplo, que o posto de água do 8º km esta colocado em um lugar ruim, por ser em uma descida íngreme no final da Brigadeiro, antes de entrar na 23 de maio. Havia uma explicação para isso, a negativa de permissão da própria Prefeitura em admitir a instalação de posto de água na própria 23 de maio. Pois bem, neste ano, a organização parece ter conseguido domar a Prefeitura e o posto estava logo no início da 23 de maio, em um lugar correto, plano, e visível.

Outra prova da atenção da organização: ventiladores no túnel sob o Rio Pinheiros, um lugar abafado e que atrapalha a vida de muita gente. Aliás, não eram só ventiladores, mas também havia um DJ animando o local, tentando tornar mais agradável um local que reconhecidamente não é tão agradável.

Houve problemas? Sim, mas questões menores. A distribuição de água no Minhocão era feita só na pista da esquerda porque a prova foi desenhada para ocorrer ali. Mas logicamente que, estando a pista da direita também livre, muita gente foi por ali e acabou não pegando água. Também houve um problema de distribuição de isotônico na Praça da República, o staff que enchia os copinhos tava sofrendo para manter o ritmo e dar vazão à demanda. E a velha reclamação da retirada dos kits ocorrer no distante Transamerica Expo, local bem distante e com estacionamento a preço proibitivo.

E pode ter havido uma ou outra reclamação pontual (como sempre, algumas reclamações procedentes, algumas duvidosas, e algumas patéticas), mas em geral a prova foi muito bem organizada. Não por outro motivo a SP City Marathon vem se transformando em uma das provas mais desejadas de São Paulo e do Brasil.

E eu? Até o km 16 vim num ritmo bom, a uns 5m20/km. Ali encontrei o Giovanni Provolone, um cara com quem corri e puxei na NB 15k, e diminuí o ritmo tentando levá-lo para um sub-2 na meia. Infelizmente não deu pra ele, que fechou em 2h00m49s. Na passagem da meia eu segui reto e fiz mais 3km adiante, para depois voltar esses mesmos 3km e completar 27kms. Algo deu errado nos meus cálculos e fechei esses 27km no km 40 da maratona. Nesse tempo encontrei um outro corredor que acompanhei um pouquinho (ele queria um sub-4 na maratona e fez 3h59m58s!!) e depois o Mayco. No final das contas, saiu 27,6km e um pace de 5m28/km, razoável para quem tirou o pé algumas vezes e terminou o treino inteiro.

Foto do Tião Moreira

NB 15K 2018

Mais uma participação na NB 15k. Acho que fiz todas as edições dessa prova, mesmo que isso nunca tenha sido um objetivo em si. Mais uma vez, repete-se o percurso super veloz da Marginal Pinheiros, plano, uma ida e volta simples, e em uma época do ano em que geralmente a temperatura está baixa, boa para correr.

Outras edições já tiveram temperaturas até mais baixas, mas a edição de 2018 estava com uma temperatura bem confortável e não tão frio no pós-prova

Não foi uma prova onde quis correr rápido. Usei-a apenas para treinar e, por isso, corri com o pacer de 5m30/km, o Marcelo, treinador da MB Runners. Foi bacana, bom para bater papo e para ajudar a marcar o ritmo de outros corredores. Por isso, deu 1h22, em um ritmo tranquilo, pouco desgastante e gostoso.



Resumo do mês - julho/2018

209,3km em 16 treinos
8 sessões de fortalecimento muscular

01 - NB 15k. Corri com o pacer de 5m30/km, em 1h22m32s bem tranquilo e conservador, de NB London
02 - fortalecimento muscular
03 - 2km aq + 9x 250m trote/500m acelerando/250 caminhada. Total de 11km, de Olympíkus Pride
04 a 06 - off
07 - 10,7km encontrando sem querer os Loucos por Desafio/Adidas Runners, de Saucony Kinvara
08 - 17km rodando leve no Villa Lobos, de Adidas Adios Boost
09 - fortalecimento muscular
10 - 5km aq na esteira + 10 tiros de 200m/100m caminhando. Total, 8km de Skecher Go Bionic
11 - off
12 - Aq + 100m forte/200m trote, 200m forte/200m trote, 300... até 1000m forte/200m trote. 10,2km, de Mizuno Hitogami
13 - fortalecimento muscular
14 - Longuinho base - 20km a 5m44/km, sem fazer força. Olympikus Pride
15 - Soltinho. 8,5km, de Olympikus Pride
16 - 3/6/3 - 3km leves, aquecendo, 6km ritmado, (5min/km) e 3km soltos. 12km, de Fila KR3
17 - off
18 - fortalecimento muscular
19 - Aq + 8 tiros de 900m ritmo, com pausa de 1m30. Total de 10,2km, de 361 Chaser 2
20 - off
21 - 6km + fortalecimento muscular, de 361 Chaser 2
22 - Longo base: 24,6km, a 5m42/km, de Chaser 2
23 - 9,5km: 3,5km leve/ 4km ritmo (sofriiido, saiu a uns 4m50/km)/ 2km soltando, de 361 Chaser 2
24 - fortalecimento muscular na escada
25 - off
26 - 3km aquecendo + 15 tiros de 400m na esteira: 9km, de Nike Streak LTZ
27 - fortalecimento muscular
28 - off
29 - Longo de 27,6km na SP City Marathon: 2h31min (5m28/km), de Saucony Kinvara
30 - fortalecimento muscular
31 - 10km no Ibirapuera: 2km leve/ 6km ritmo/ 2km leve. 10km, de 361 Chaser 2