domingo, 1 de janeiro de 2012

O pós-natal

Academia fechada, treino de base, tudo isso significa rodagem leve e algumas subidas, pra substituir, dentro do possível, a musculação. Segunda-feira pós-natal veio com um 12k, rodado a 6min/km, exceto no final, quando fiz 6 rampas da Bienal (Nike Structure). Na quarta, um pouco mais de estímulo de subida: 11k, mas com 16 rampas da Bienal em sequência. Fiquei até tonto de tanto ir e vir (Asics GT). Na sexta, fugi um pouco do Ibira e rodei perto de casa, encarando umas subidas mais longas na Ribeiro Lacerda e Oswaldo Aranha, com 10k, calçando o Nike Structure de novo. E, por fim, sabadão 31 de dezembro, não resisti à chuva matinal: imaginei o Ibirapuera vazio e fui pra lá, dar uma rodadinha de 07k, de Mizuno Nirvana. Iniciei 2011 correndo na chuva (na Dom Pedro, no meu infame Reveillon no spa) e terminei correndo na chuva. Lavei a alma. E sem a malfadada Corrida da Virada, nome que eu dou à prova que a Yescom chama de São Silvestre.

Nenhum comentário: