segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Resumo do mês - setembro/2018

3 sessões de fortalecimento muscular
241,7km  em 19 treinos + Beer Mile. Total 243,3km

01 - 27km a um ritmo conservador de 5m33, de Fila KR3
02 - 3km rodando com o Rafael de carrinho, de Skechers Go Run 600
03 - 2km aq + 3x 3m (1km leve a 5m35/ 1,5km ritmo a 5m05 e 500m forte a 4m35), com pausa de 1minuto + 1km desaq. 12 km, de 361 Chaser 2
04 - off
05 - Fortalecimento muscular
06 - off
07 - 10 km. 3km aq + 5 x 1,2km progressivos + 1km desaq, de 361 Meraki
08 - Longo de 30km. Os primeiros 19km fluíram fáceis a uns 5m10/km. Mas o tênis meio frouxo na amarração deu bolha e aí tudo ficou complicado nos 11km restantes. Média de 5m30/km, de Skechers Bionic Ride
09 - off
10 - fortalecimento muscular com corrida descalça nos intervalos (4km)
11 - 10km. 2x 5km progressivos, de Skechers Gio Bionic Ride
12 - 4,5km com 10 minutos de subida, descalço
13 - 1km aq + 8 tiros de mil médio-forte (4m40) + 1km desaq. 10km de Fila KR3
14 - off
15 - Longo de 32km, divididos em 21km a.c. (antes da cagada) a 5m32/km na USP e 11km d.c. (depois da cagada) a 5m13/km no Ibira (Skechers Go Bionic Ride
16 - off
17 - 2km aq + 12 tiros de 500m - 2km desaq. 10km de Fila KR3
18 - fortalecimento muscular
19 - 6,3km descalço na esteira
20 - 1km aq + 7km ritmo (4m40/km de média). 8km de Fila KR3
21 - off
22 - 5km (deu ruim) + 3,5km (com o carrinho). 8km, de Skechers Bionic Ride
23 - 19km de volume, de Skechers Bionic Ride
24 - off
25 - 2 x 4,5 Progressivos na esteira. 9km, de 361 Chaser
26 - 8,1km, voltando da rádio para a casa, de Skechers Go Bionic Ride
27 - 3km aq + 6x 5min ritmo/2m30 trote, dando 9,4km. Total 12,4km, de Fila KR3
28 - off
29 - Longo de 20,4km, a 5m28/km, de Skechers Go Bionic Ride
30 - Beer Mile 150 mil inscritos!! (Skechers Go Bionic)

terça-feira, 4 de setembro de 2018

V Corrida do IV Batalhão de Bauru 2018

E mais uma Corrida do Batalhão de Bauru!! Mais uma vez fomos convidados pelo grande Ronaaaaaaaaaaaldo Mascetra para participar de sua simpaticíssima corrida em Bauru, um evento muito bacana, feito com muito carinho pelo IV Batalhão da PM de Bauru. Não é só uma corrida, é um evento, com bandas, com muitos food trucks, 40kg de costela feitas no mais tradicional fogo de chão e exposição de diversos equipamentos da PM. Além disso, desta vez fomos nós, youtubers de corrida, em peso pra lá. 

Se no ano passado já tinha sido legal com o Edu Suzuki do Tênis Certo e o próprio Sérgio, desta vez ainda foram o Mayco, do Canal Corredores e a dupla Marcel e Marcão, do Mania de Corrida. Demos entrevista para a rádio 94 FM, demos palestra no Shopping Bauru, fizemos uma bagunça lá no Hotel Intercity (aliás, ótimo hotel!!) e comemos o melhor churro do mundo, lá do trailer Oba-oba (não é exagero, o Lucas, meu colega de Procuradoria que é de lá e que não tem nada que ver com corridas, confirma isso!) de propriedade do seu Benê, o rei dos trocadalhos...

Ah, lógico, dentro de tudo isso nós ainda corremos. 

Pois é, o problema é que a prova foi à tarde, mas nós tínhamos um pequeno tempo morto entre o almoço e a corrida. E resolvemos dar um rolê pela cidade até encontrarmos um boliche, onde o Mayco resolveu comprar uma torre de chopp. O boliche foi legal, mas chegamos para correr meio zoados. O Mayco tava ok, mas eu e o Marcel estavamos bem zoados e o Marcão nem correu a prova inteira.

No ano passado a prova tinha sido noturna e a gente não via os estradões onde a gente tava se metendo. Neste ano, no final da tarde, deu pra ver o monte de subida que enfrentamos. Como agora a prova tinha também a opção de 15km, e como fomos para essa distância maior, isso significou correr em mais um trecho em relação ao ano passado, que foi o kartódromo. Surreal, você corria num estradão até chegar num kartódromo que parecia Interlagos (um monte de sobe e desce) e pra depois voltar. 

Os 15km foram sofridos, com essa cerveja toda zoando o estômago. Passei os 10 primeiros km só controlando a vontade de vomitar. Depois disso, deu uma melhorada, mas ainda assim só saiu 1h25m39s.

Mas ainda ganhamos um trofeu de "honra ao mérito", entregamos troféus pros vencedores e até conseguimos comer o bauru de Bauru no Skinão. E sendo sincero, esse bauru foi a única coisa mais ou menos do final de semana. O resto foi demais!!




Resumo do mês - agosto/2018

224,9km, dos quais 15km em uma prova e 209,9km em 18 treinos
7 séries de fortalecimento muscular

01 - fortalecimento muscular
02 - 10km: 4 x 1,5km leve/ 1km ritmo (4m30/km), de 361 Chaser, na esteira
03 - off
04 - V Corrida do IV Batalhão da PM de Bauru: 15km complicados (quem manda tomar cerveja 1h antes da prova?) em 1h25m em um percurso razoavelmente exigente, de Adidas Adios
05 - off
06 - 3km aq + 7km ritmo (média de 4m52/km) + 1km desq: 11km de Saucony Kinvara
07 - 2km aq + fortalecimento muscular
08 - off
09 - 10km na esteira: 2x 1,3km leve/1,2km forte/1,2km leve/ 1,3km forte, de Nike Streak LTZ
10 - off
11 - Longo de 25km a 5m20/km, de Skechers Go Run Ride, e 5km na Wine Run à tarde, de Skechers Go Run 600
12 - off
13 - 9km. 3x 500m leve, 2km médio, 500m fortes, de Nike Streak LTZ
14 - fortalecimento muscular
15 - off
16 - 2km aquecendo + 4 x 2,5km progressivos, com intervalo de 3min. 12km no total, de Mizuno Hitogami
17 - fortalecimento muscular
18 - 7,5km regenerativo prévio do longo (se é que isso existe), de 361 Chaser
19 - Longo de 30km a 5m20/km, de Olympikus Pride
20 - fortalecimento muscular
21 - Aq + 2x 12min leve/ 10min médio/ 4min forte. Total 13,7km, de Fila KR3
22 - fortalecimento muscular
23 - 1,5 km aq + 3x 800m forte/ 200m trote/ 600m forte/ 200m trote/ 400m frote/ 200m trote/ 200m forte/ 200m trote  /km progressivo - 9,9km de Mizuno Hitogami
24 - off
25 - Longo de 24k falhou. Deu só 20km e quebrei. Saucony Kinvara
26 - Regenerativo de 17,6km a 6m10/km. Mizuno Hitogami
27 - 3,5km aq + 2x (1km leve/ 3km ritmo/ 500m forte), com pausa de 3min. 12,5km, de Saucony Kinvara
28 - off
29 - Fortalecimento muscular com 3km corridos nos intervalos (descalço)
30 - 2km aq + 4 tiros de 1000m (deu ruim, eram 08, mas travou). 6km, de 361 Chaser
31 - 5,7km de rodagem leve, de Olympikus Pride

domingo, 5 de agosto de 2018

SP City Half Marathon 2018

Mais uma edição da SP City Marathon. De novo fui de Half Marathon, já que a maratona não era um objetivo e eu poderia usar a meia como treino.

A prova em si continua excelente. A organização mantém-se atenta a detalhes. No ano passado, falamos, por exemplo, que o posto de água do 8º km esta colocado em um lugar ruim, por ser em uma descida íngreme no final da Brigadeiro, antes de entrar na 23 de maio. Havia uma explicação para isso, a negativa de permissão da própria Prefeitura em admitir a instalação de posto de água na própria 23 de maio. Pois bem, neste ano, a organização parece ter conseguido domar a Prefeitura e o posto estava logo no início da 23 de maio, em um lugar correto, plano, e visível.

Outra prova da atenção da organização: ventiladores no túnel sob o Rio Pinheiros, um lugar abafado e que atrapalha a vida de muita gente. Aliás, não eram só ventiladores, mas também havia um DJ animando o local, tentando tornar mais agradável um local que reconhecidamente não é tão agradável.

Houve problemas? Sim, mas questões menores. A distribuição de água no Minhocão era feita só na pista da esquerda porque a prova foi desenhada para ocorrer ali. Mas logicamente que, estando a pista da direita também livre, muita gente foi por ali e acabou não pegando água. Também houve um problema de distribuição de isotônico na Praça da República, o staff que enchia os copinhos tava sofrendo para manter o ritmo e dar vazão à demanda. E a velha reclamação da retirada dos kits ocorrer no distante Transamerica Expo, local bem distante e com estacionamento a preço proibitivo.

E pode ter havido uma ou outra reclamação pontual (como sempre, algumas reclamações procedentes, algumas duvidosas, e algumas patéticas), mas em geral a prova foi muito bem organizada. Não por outro motivo a SP City Marathon vem se transformando em uma das provas mais desejadas de São Paulo e do Brasil.

E eu? Até o km 16 vim num ritmo bom, a uns 5m20/km. Ali encontrei o Giovanni Provolone, um cara com quem corri e puxei na NB 15k, e diminuí o ritmo tentando levá-lo para um sub-2 na meia. Infelizmente não deu pra ele, que fechou em 2h00m49s. Na passagem da meia eu segui reto e fiz mais 3km adiante, para depois voltar esses mesmos 3km e completar 27kms. Algo deu errado nos meus cálculos e fechei esses 27km no km 40 da maratona. Nesse tempo encontrei um outro corredor que acompanhei um pouquinho (ele queria um sub-4 na maratona e fez 3h59m58s!!) e depois o Mayco. No final das contas, saiu 27,6km e um pace de 5m28/km, razoável para quem tirou o pé algumas vezes e terminou o treino inteiro.

Foto do Tião Moreira

NB 15K 2018

Mais uma participação na NB 15k. Acho que fiz todas as edições dessa prova, mesmo que isso nunca tenha sido um objetivo em si. Mais uma vez, repete-se o percurso super veloz da Marginal Pinheiros, plano, uma ida e volta simples, e em uma época do ano em que geralmente a temperatura está baixa, boa para correr.

Outras edições já tiveram temperaturas até mais baixas, mas a edição de 2018 estava com uma temperatura bem confortável e não tão frio no pós-prova

Não foi uma prova onde quis correr rápido. Usei-a apenas para treinar e, por isso, corri com o pacer de 5m30/km, o Marcelo, treinador da MB Runners. Foi bacana, bom para bater papo e para ajudar a marcar o ritmo de outros corredores. Por isso, deu 1h22, em um ritmo tranquilo, pouco desgastante e gostoso.



Resumo do mês - julho/2018

209,3km em 16 treinos
8 sessões de fortalecimento muscular

01 - NB 15k. Corri com o pacer de 5m30/km, em 1h22m32s bem tranquilo e conservador, de NB London
02 - fortalecimento muscular
03 - 2km aq + 9x 250m trote/500m acelerando/250 caminhada. Total de 11km, de Olympíkus Pride
04 a 06 - off
07 - 10,7km encontrando sem querer os Loucos por Desafio/Adidas Runners, de Saucony Kinvara
08 - 17km rodando leve no Villa Lobos, de Adidas Adios Boost
09 - fortalecimento muscular
10 - 5km aq na esteira + 10 tiros de 200m/100m caminhando. Total, 8km de Skecher Go Bionic
11 - off
12 - Aq + 100m forte/200m trote, 200m forte/200m trote, 300... até 1000m forte/200m trote. 10,2km, de Mizuno Hitogami
13 - fortalecimento muscular
14 - Longuinho base - 20km a 5m44/km, sem fazer força. Olympikus Pride
15 - Soltinho. 8,5km, de Olympikus Pride
16 - 3/6/3 - 3km leves, aquecendo, 6km ritmado, (5min/km) e 3km soltos. 12km, de Fila KR3
17 - off
18 - fortalecimento muscular
19 - Aq + 8 tiros de 900m ritmo, com pausa de 1m30. Total de 10,2km, de 361 Chaser 2
20 - off
21 - 6km + fortalecimento muscular, de 361 Chaser 2
22 - Longo base: 24,6km, a 5m42/km, de Chaser 2
23 - 9,5km: 3,5km leve/ 4km ritmo (sofriiido, saiu a uns 4m50/km)/ 2km soltando, de 361 Chaser 2
24 - fortalecimento muscular na escada
25 - off
26 - 3km aquecendo + 15 tiros de 400m na esteira: 9km, de Nike Streak LTZ
27 - fortalecimento muscular
28 - off
29 - Longo de 27,6km na SP City Marathon: 2h31min (5m28/km), de Saucony Kinvara
30 - fortalecimento muscular
31 - 10km no Ibirapuera: 2km leve/ 6km ritmo/ 2km leve. 10km, de 361 Chaser 2

quarta-feira, 4 de julho de 2018

30km Lac Beaupot 2018 - Québec

Programada uma rápida viagem ao Canadá para conhecer a casa nova de minha irmã e para trazer umas muambinhas para o Brasil (e vice-versa, já que ela queria pinhão), lógico que deu para encaixar uma prova por lá, até porque não dava para perder a oportunidade de faturar mais uma medalhinha no exterior.

O problema é que a prova mais interessante que achei para a época da viagem seria em trilha. Eu estou um pouco longe das trilhas há algum tempo por causa de dores no joelho esquerdo, especialmente em caminhadas mais longas subindo, já que o menisco medial está desgastado. Abandonei a Mont Blanc em 2015 por causa disso e desde então tenho ficado no asfalto já que pelo menos correr no plano não dói.

Só que a prova em trail era o que tínhamos, então vamos lá! Aproveitei ainda para testar um tênis que me foi gentilmente cedido pela Decathlon Campinas da marca própria da Decathlon, o Kalenji Kiptrail. Eu acabei testando o tênis apenas uma vez antes de usá-lo na prova (no Bosque do Morumbi), mas deu para perceber que casou bem no pé e que era um tênis "de verdade", ainda que algumas pessoas possam suspeitar de tênis que não sejam de marcas tradicionais. 

E, de fato, o tênis foi muito bem. É um tênis para trilhas não muito pesadas, relativamente leve e que dá para ser utilizado como tênis misto, para todos os terrenos, embora seu DNA seja off-road mesmo. Cravos espaçados, com bom efeito auto-limpante e que não acumulavam lava demais, o que retiraria a sua vantagem. O cadarço fica guardado num espaço na língua, para não ficar prendendo em galhos e ele tem bom grip também em superfícies lisas e molhadas.

Quem não foi bem fui eu. Eu não tomei nenhum grande escorregão na prova, mas torci o pé duas vezes. A prova era interessantemente técnica, sem subidas extremamente longas, mas com alguns trechos de boas subidas em terreno íngreme, muita variação de terreno, indo de poços de lama a trechos de asfalto, mas também passando por trilhas sujas, cheias de pedra e raízes, estradões, trilhas mais limpas, pontes de madeira, gramados, trechos sem trilha nenhuma (se vira!!), pedronas e escalaminhadas. A prova era mais lenta e travada do que imaginava, e com o pé torcido e sem tanta segurança nele, fiquei ainda mais lento.

Fechei em 5h38 de prova. No final estava bem extenuado, até porque não fiz lá uma grande preparação para tanto tempo de prova. Mas eu e o meu joelho sobrevivemos à prova. Doeu o joelho? Um pouco, mas aparentemente sem maiores consequências. O problema foi o tornozelo esquerdo...








Resumo do mês - junho/2018

128,4km, dos quais 31,5km em prova e 96,9km em treinos
7 séries de fortalecimento muscular

01 - 5km preguiçosos para tirar a ramela do olho, em 31min... , de NB London
02 - 16km de longuinho, com algumas escadas na USP, em 1h30, de Skechers Go Run Ride 6
03 - off
04 - Fortalecimento (corda, escada)
05 - 2km aq + 5x 400m forte/200m leves e 5x 300m forte/100m caminhando. 7km na esteira, de Skechers Go Bionic
06 a 08 - off
09 - Lac Beauport - no GPS foram 31,5km de uma prova técnica (nominalmente seriam 30km), de Kalenji Kiptrail, em 5h38 de prova.
10 a 15 - off (e um tornozelo torcido dolorido)
16 - Fortalecimento muscular
17 - Rodagem leve - 8km (5m56/km), de NB 1080
18 - Rodagem no Ibira - 10km (5m52/km), de Saucony Kinvara
19 - off
20 - Fortalecimento muscular
21 - 5km na esteira, testando o Olympikus Pride
22 - 8,7km voltando pra casa, de Skechers Gor Run 600
23 - Fortalecimento muscular
24 - 9,4km rodando leve no Parque da Independência, de Olympikus Pride + fortalecimento muscular
25 - 3km aq + 4x 1,5km médio-forte/500m trote. 11km, de Olympikus Pride
26 - 5,8km levinho, rodando em esteira, de Skechers Go Bionic
27 - 2km aquecendo em esteira (descalço) e fortalecimento muscular
28 - off
29 - fortalecimento (corda, escada)
30 - 9km leves no Ibira, de Olympikus Pride

sábado, 2 de junho de 2018

Resumo do mês - maio/2018

181,5 km em 12 treinos de corrida, 10km da GRAACC e 15,3 da Wings for Life
5 séries de fortalecimento muscular

01 - 11km beem leve no bairro, de Saucony Kinvara 9, tentando não tossir.
02 - fortalecimento muscular
03 - 3km aq + 5x 1,5km c/2 mi n de pausa e tosse. 10,6km de Saucony Kinvara 9
04 - fortalecimento muscular
05 - off
06 - Wings for life. 15,3km numa performance horrorosa, com tosse. Mas a causa é boa. Adidas Boston 2
07 - 3,2km aquecendo + 3x 500m trote/2km ritmado (4m50/km) + 0,6km leve. 11,3km, de Saucony Kinvara 9
08 - fortalecimento muscular
09 - 7,5km na esteira, com tiros curtos e fortes de 200m e 300m (intervalo de 100m), de Saucony Kinvara 9
10 e 11 - off (sem tempo)
12 - 12km na USP, a 5m28km (treino interrompido por necessidades fisiológicas)
13 - 5km aquecendo de casa para a prova, 10km na GRAACC (50m34s) e 6km voltando pra casa? 21km, de Saucony Kinvara 9
14 - fortalecimento muscular
15 - Aq + 5 rampas + 2 tiros de 2,5km (pausa de 100m caminhando) + desaq + 5 rampas. Total de 12km, de Skechers Go Run Ride 6
16 - off
17 - 1,5km aq + 10x 3min forte/1min trote (7,5km). Total: 9km, de Skechers Go Bionic
18 - off
19 - 9,5km no Ibira (estômago ruim), com 20 Bienais e 4 escadas, de Skechers Go Run 600
20 - off
21 - 3km aq + 3x800, 3x600, 3x400 e 4x200, todos com pausa de 100m trote/100m caminhada. Total de 12km, de Saucony Kinvara 9
22 - off
23 - off
24 - 1,5km aq + 3x 10min subindo e 5min ritmo, na esteira. Total de 8,5km, de NB 1080 London
25 - off
26 - 15 Biologias na sequência: 32,6km em 3h19, de Adidas Boston
27 - off
28 - off
29 - 2km aq +3x 2,4km progressivo a cada 400m (de 8km/h a 13,5 km/h). 9,2km, na esteira, de NB 1080 London
30 - fortalecimento muscular - treino de escada (3x)
31 - off

quarta-feira, 30 de maio de 2018

10km GRAACC 2018

Apenas a segunda prova do ano, em um semestre meio turbulento, inscrição feita unicamente para contribuir com a causa. Assim como a Wings for Life, o valor das inscrições é revertido para uma causa nobre, o sustento de uma instituição com o GRAACC, que faz o atendimento a crianças com câncer. 

A vontade de correr 10km na porrada não era grande, mas aumentou um pouco depois de ter feito uma péssima Wings for Life. O problema é que a tosse que tanto me atrapalhou na WFL não tinha curado por completo e, além disso, eu precisava ganhar um pouco de volume nos treinos. Então resolvi ir correndo de casa até a prova. E voltar correndo. O trajeto todo devia dar uns 20, 21km. 

E assim foi feito, o que até foi bom, porque trotar 5km não gerou muito desgaste e serviu bem de aquecimento para prova, muito embora eu tenha ficado um bom tempo esperando, já que a largada dos 10km era às 07h20, e não às 07h00 como eu supunha. E apesar da tosse, a prova até saiu bem, considerando o meu precário estado de treinamento. Após um primeiro quilômetro meio travado por causa do trânsito, deu pra desenvolver um ritmo abaixo de 5min/km sem me matar, sem estourar bpm. O resultado teria saído abaixo dos 50min, não fosse dois acessos de tosse que tive entre os km 5 e 6. Esses dois km ruins, somados ao primeiro km travado comprometeram o resultado final, que saiu na casa de 50min32s.

Foi bom? Não, em termos absolutos. Já corri muito mais rápido que isso. Mas não fui tão mal quanto esperava e muitíssimo melhor do que a WFL, onde me arrastei quase a 6min/km. E, como disse, foi por uma boa causa, né?


segunda-feira, 14 de maio de 2018

Wings for Life 2018

Ao contrário da cagada de 2017, quando fui pro aeroporto sem um documento com foto, o que me impediu de embarcar (confundi o Bilhete Único com a Carteira da OAB, ambos vermelhos...), neste ano fiz o básico direitinho: fui com documento com foto!

E embarquei pro RJ normalmente, para correr a Wings fo Life 2018. Edição de estréia da prova no RJ, já que nos anos anteriores tinha rolado em Brasília e Floripa, o percurso da prova seria parecido com o da Maratona do RJ, largando lááááááá do Pontal e indo até o Centro, passando por Barra, São Conrado, Zona Sul e aterro do Flamengo. 

No entanto, logicamente que pouca gente ia fazer esse percurso todo. Como a Wings for Life é uma prova onde a massa de corredores é perseguido por um carro, que sai meia hora depois da largada à velocidade de 15 km/h (4min/km) e que aos poucos vai acelerando, a maior parte dos corredores seria ultrapassada ainda no trecho da Barra.

Foi o que aconteceu comigo. Quando o carro saiu, eu tinha 5,5km de prova. E estava até bem, num ritmo de 5min20/km. Mas a tosse me ferrou muito. A garganta irritando me fazia toda hora parar ára tossir, aquela tosse improdutiva, seca, onde você bota os bofes pra fora, mas não bota catarro longe. Os brônquios estavam inflamados, mas não estavam fechados e nem tinha produção de nada, então se tornava uma tosse meramente reflexa e debilitante.

Acabei tendo que reduzir o ritmo a lerdos 6min/km ou até mais lento. Corri um tempo com a Aninha Real e o Edmundo, mas tive que reduzir e a Aninha foi embora (o Edmundo não, já que correr continuamente não é muito a dele). Corri também com o Edu Elias e a Carol Barcellos, mas igualmente tive que reduzir para tossir e eles foram embora. Após os 12km, todo mundo me passava, era um saco. E aí, quando cheguei na marca dos 15km (até achei que demorou), rolou aquele rumor entre os corredores de que o carro estava vindo. Consegui correr uns 300 metros a mais, pra bater 15,3km.

E veio. Na nossa pista!! Explico: ali na Barra, após a entrada de Jacarepaguá, a avenida foi dividida: uma faixa para os carros, outra faixa para os corredores, não houve a liberação da avenida integralmente para a corrida. Como o trânsito tava meio pesadinho nessa faixa dos carros, o catcher car veio na faixa dos próprios corredores, evidentemente escoltado por algumas motos sinalizando a coisa. O ideal seria que ele viesse pela faixa do lado, mas não deu. E quando o carro chegava, ou você corria a 15 km/h, ou saía da frente, recolhendo pra calçada/ciclovia.

Depois ouvindo os relatos, parece que o mesmo problema ocorreu na Niemeyer, onde os corredores e carro ficaram espremidos numa mesma faixa, enquanto o trânsito rolava na outra. Uma solução suim, mas ali, pelo menos, acredito que a concentração dos corredores fosse menor. Na Barra a coisa foi mais complexa, porque haviam muitos corredores entre os km 13 e 18.

Mas não rolou nenhum acidente na prova (que eu saiba) e tudo acabou bem, **com recorde brasileiro comemoradíssimo na arena da largada, pelo José Eraldo, com mais de 63km, muito Red Bull, uma galera alto astral e uma prova que eu quero muito correr de novo, mas dessa vez de uma forma decente...

Ta aí o vídeo do Corrida no Ar!


** Atualizando: depois fiquei sabendo que teve um acidente de uma moça que, logo após ter sido ultrapassada pelo carro da organização, foi para a ciclovia e acabou sendo atropelada por uma bike. No 4m17 do vídeo dá pra ver uma pequena parte desse acidente que ocorreu bem atrás de mim e eu não percebi!!!! É só ver que passa um cara de bike com um pranchão e ele colide com alguém. A menina que estava atrás de mim percebeu e olha pro acidente, mas eu não...

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Resumo do mës - abril 2018

179,5 km em 116 treinos
8 treinos de fortalecimento muscular


01 - Longão de 20,5km com 6 voltas no Bosque do Morumbi, estreando o Kalenji Kiprun Trail
02 - fortalecimento muscular
03 - 10km: 2x 2km leve-médio/3km médio-forte, com intervalo de 2min, de Nike Streak
04 - off
05 - 10km: 2km leve, 6km médio-forte, 2km leve. 5m25/km de média, estreando o Skechers Go Run 600
06 - 1,5km aquecendo (descalço) e fortalecimento muscular
07 - off
08 - fortalecimento muscular. Era para ter sido 24km na Maratona de São Paulo + alguma coisinha tentando puxar ritmo para os amigos, mas forças irresistíveis (o bebê recém-nascido) impediram...
09 - 19km rodado, a 5m45/km. Foi o que deu para uma segunda-feira à noite e ainda com tosse e um pouco de febre (até que foi bom, né?). Fila KR3
10 a 12 - off forçado: tosse, resfriado, o inferno!
13 - fortalecimento muscular
14 - 10km no treino inicial do grupo Adidas Runners "Loucos por desafio", de Adidas Boston e fortalecimento muscular
15 - 18km leves e tossidos (6m18/km), de Skechers Go Run 600
16 - 9km na esteira, subindo a inclinação a cada 500m, de Skechers Bionic
17 - fortalecimento muscular
18 - 1,6km aquecendo + 15 x 1m30s forte/30s pausa andando (5,2km). 6,8km, de Skechers Go Run 600
19 - off
20 - 5,1km levinhos para tirar o escritório das costas, de Skechers Go Run 600
21 - Longo da tosse: 29,2km num ritmo ainda bem sossegado (5m58/km) porque o corpo não tá bão ainda. Mas foi, de Skechers Go Run 600
22 - 5km aquecendo (Kalenji Ekideon One plus) + fortalecimento muscular
23 - 1km aq + 1 tiros de 2min15/45s intervalo + 1km desaq. 8,2km, de Fila KR3
24 - Lançamento do Saucony Kinvara 9. Treininho curto no Ibira, fartlek de 3km bem intensos (isso, bobão, vai tentar correr com o Cesinha Momesso...). Saucony Kinvara 9
25 - off
26 - 3km aq + 9km intervalados (1km leve/1km mais rápido), no Ibira, sem relógio, GPS, porque esqueci em casa... 12km, de Skechers Go Run 600
27 - fortalecimento muscular
28 - 12,2km no treinão do Loucos por Desafio, de Skecher Go Run 600. Era pra ser o dia do longão, mas eu tava meio estranho, tosse, um pouco mole...
29 e 30 - off (sim, estava estava estranho: febre, tosse e o inferno de novo!)


domingo, 1 de abril de 2018

Resumo do mês - março/18

183,1km em 16 treinos de corrida
10 treinos de fortalcimento muscular

01 - 4,5km aq + 3 tiros de 2km na esteira (a 12,7km/h). 10,5km de Fila KR3
02 - fortalecimento muscular
03 - 1,9km aquecendo e teste de 3000m na pista do Pinheiros (13m53 - 4m36/km). 4,9km de Fila KR3
04 - fortalecimento muscular
05 - 8,1km leves do Estúdio do Corre 89 para o Estúdio do Corrida no Ar, de Adidas Boston
06 - 2,5km aq + 4 X 1,5km leve (5m27/km)/1km ritmo (4m45/km). Pausa de 1min/3min. 12,5km de Mizuno Hitogami
07 - off
08 - 4km leves (5m25/km), 3km em subida na esteira, 4km leves. 11km, de Kalenji Ekiden One
09 - off
10 - 22,8km de longo, lento, com 3 biologias, 2 bosques, 3 físicas... 6m15/km de Fila KR3
11 - fortalecimento muscular
12 - 1,5 km aquecendo + 9 tiros de 1km na esteira, a 4m48/km de média, com intervalo de 100m. 11,3km de Mizuno Hitogami.
13 - fortalecimento muscular
14 - treino de escada no prédio. 3 sobes e desces do prédio inteiro, que servem de reforço muscular e treino de subida, em 35 minutos
15 - 1,5 aq + 8km progressivo/regressivo a cada km, num calor dos infernos na esteira, de Skechers Go Bionic (9,5km total)
16 - fortalecimento muscular
17 - Longo de 27km com bastante sobe-e-desce, de Kalenji Ekiden One
18 - 5,5km soltando leve, de Adidas Boston
19 - fortalecimento muscular
20 - 5km no Treino-lançamento do novo Ultraboost da Adidas (mas eu fiz de Adidas Boston)
21 - off
22 - 2,7km aquecendo + 8 tiros de 800m com 1m15 de pausa. Total: 9,1km, de Mizuno Hitogami
23 - off
24 - 6km aquecendo + fortalecimento muscular no Parque da Independência, de Mzuno Hitogami
25 - 15km ritmo a 5m35km com o Domingos no domingo e mais 7km puxando arrastado o PH (pra ele terminar o longo dele). 22km de Skechers Go Run Ride
26 - off
27 - 2km aq + 18 tiros de 400m na esteira (13 a 16km/h), com pausa de 2min (andando 100m). Total de 10,9km, de Skechers Go Bionic
28 - fortalecimento muscular
29 - 55 minutos de esteira subindo, subindo, subindo... 7km, de Mizuno Hitogami
30 - fortalecimento muscular
31 - teve bastante atividade física na Decathlon, mas não teve treino de corrida...

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Resumo do mës - fevereiro2018

118,9 km em 12 treinos
6 séries de fortalecimento muscular
76min de bike no rolo (2 treinos)

01 - 5km na esteira (1k aq + estímulos de 100/850/600/450/300/150m, com intervalos de 150m), descalço
02 - fortalecimento muscular
03 - 20km de longo leve, panturilha doendo, 2 voltas no Bosque do Morumbi, de Kalenji Ekiden One
04 - off
05 - off
06 - 10,7k rodando leve no Ibira, de Kalenji Ekiden One
07 - fortalecimento muscular
08 - 40min de bike no rolo
09 - fortalecimento muscular
10 - 12,8k na USP, só rodando (5m53/km), de Kalenji Ekiden One
11 - fortalecimento muscular
12 - 11,6k no trote de Carnaval (6m04/km), de Kalenji Ekiden One
13 - 5k de aquecimento até a farmácia (de Kalenji Ekiden One) e 36min de rolo
14 - 11km (2k aquecendo + 1200m forte/100m caminhando/ 1100 forte/100m caminhando/ 1000m forte/100m caminhando... até 100m forte/100m caminhando). Kalenji Ekiden One
15 - off
16 - fortalecimento muscular
17 - 6,6k no trotinho, de Kalenji Ekiden One
18 - 20km leves no Ibira (6m14/km), de Kalenji Ekiden One
19 a 23 - licença paternidade
24 - 3km indo comprar chupeta, de Adidas Boston
25 - off
26 - 8,1km, do estúdio da 89FM para o estúdio do Corrida no Ar, de Adidas Boston
27 - 5,1km indo comprar lâmpada e pagar conta no banco, de Kalenji Ekiden One
28 - fortalecimento muscular

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Resumo do mês - janeiro/18

141,7km em 15 treinos
8 treinos de fortalecimento muscular
30 min de rolo na esteira

01 - 2,4 km leves (tava aquecendo, ia começar o treino de fato quando os guardinhas informam que o Ibira fechou e tentavam liberar o parque. Shit). Bamba
02 - 3,3km aq + 14x 200m (média de 47seg, + lento 52/+rápido 44) c/ pausa de 45s. Total de 6,1km, com o Bamba
03 a 05 - off (doente)
06 - 17km na USP c/ 2 bios, 2 químicas e 1 bosque da física. 6m10/km sofridíssimos. Skechers Go Run Ride 5
07 - 8km rodados no Ibira (5m32km), com o Fila KR3
08 - fortalecimento
09 - off
10 - fortalecimento
11 - 3,7km aq + 6x intervalado progressivo (1m trote/1m30 leve/2m médio/2m30 forte/1m caminhada). 12,2km, de Fila KR3
12 - fortalecimento
13 - 19,1km de longo lento, até o Ibira (Adidas Boost Boston)
14 - fortalecimento
15 - 5,9km leves no Ibira, panturrilha doendo (Mizuno Hitogami)
16 - off
17 - 30min bike no rolo
18 - Esteira: 6km, 2km aquecendo + 4 km subindo, descalço
19 - off
20 - 16,4 km de intervaladão longão (2km aq + 1500m ritmo/ 100m trote e 1400m ritmo/ 200m trote e 1300m ritmo... até 1000m trote e 500m ritmo), de Skechers Go Run Ride 6
21 - Inauguração da pista de corrida da Decathlon Campinas - 3 voltas, 2,6km (Adidas Adios Boost)
22 - 9km progressivo a cada 3km, de Kalenji Ekiden
23 - fortalecimento muscular
24 - 2k aquecendo + 3x (800m ritmo/200m trote/ 600m ritmo/ 200m trote/ 400m ritmo/ 200m trote/ 200m ritmo/ 200m trote), na esteira. 8km no total, de Fila Kr3
25 - fortalecimento muscular
26 - off
27 - 10km - 2x 4km ritmo/1km trote (Fila KR3)
28 - 9km aquecendo (Adidas Ultraboost) + fortalecimento
29 - off
30 - 10km levinho, de Kalenji Ekiden One (panturilha continua podre)
31 - fortalecimento muscular

domingo, 31 de dezembro de 2017

Resumo do ano - 2017

2017? Foi assim:

- A 4ª força ganhou o Paulista e o Brasileiro. VAI CORINTHIANS!!!

- O Corrida no Ar se consolidou como maior canal de Youtube do mundo, chegando a mais de 110 mil assinantes.

- Estreou o Corre 89 na 89 FM, a Rádio Rock, com o Sèrgio Rocha e o PH Dragani (e eu de estagiário) e tá sendo legal demais, teve treinão, equipe na Ayrton Senna Racing Day e entrevista com muita gente legal. Por lá passaram atletas de elite: Solonei Silva, Samuca (Samuel Ribeiro), Adriano Bastos e José Virgínio de Moraes; jornalistas-corredores: Everaldo Marques, Ricardo Capriotti e Serginho Xavier; treinadores: Branca, Diego Lopez, Wanderlei Oliveira, Marcos Paulo Reis e Cesão (MPR), Julio Dotti e Cesinha Momesso (Limite Team), Emerson Bisan (Nova Equipe), Mário Sérgio (Run & Fun) e Sidnei Togumi (Upfit); rockeiros corredores: Japinha (CPM22) e PG (Tihuana);  corredores com algo especial: Zé Eduardo (Marathon Maniacs), Nato Amaral (embaixador brasileiro da Comrades) e César Moro (Bikefoot 900); profissionais da área: Raquel Castanharo (fisioterapia), Danilo Balu (nutrição e treinamento), Ivan Júnior (aferidor), Silas Rodrigues (educador físico) e Gustavo Magliocca (médico); galera das redes sociais: Mania de Corrida (Marcel, Bobby e Marcão), Edu Suzuki (Tênis Certo), Giuli Pansera, Rodrigo Kimura (Beer Mile Brasil) e Fernando Fernandes (que também é atleta de elite); pessoal do mercado das corridas: Paulo Carelli (Iguana), Renata Chaim (Pink Cheeks), Marina Bastidas (Adidas), Tião Moreira (fotógrafo), Fernanda Paradizo (fotógrafa) e Alexandre Estéfano (Velocitá). Ufa! Pior que eu acho que esqueci alguém nessa lista, mas o mais maluco é ter certeza que no ano que vem a lista de entrevistados vai ser tão sensacional como a deste ano!

- Os running crews começaram a tomar conta do pedaço, com o surgimento do Adidas Runners, o crescimento do Nike + e a galera da Fila e da Puma, fortes (no caso do Poldo, literalmente).

- Rolou uma integração muito, muito forte com canais de Youtube sobre corrida, parceria forte com o Canal Corredores, o Mania de Corrida e o Tênis Certo, que ficou ainda mais forte com a Expedição TomTom para a Maratona do RJ (da qual participaram também o No Corre com o Poldo, a Corredora da Vida Real e o Acordei Disposta.

- Também teve integração com muita gente boa e legal de outros canais: Acorda pra Correr SP do Diego, Correr é Viver do Fabião, Pangaré de Tênis do Felipe e da Camila (ou vice-versa),  Vamo Simbora do Cra Cra, Aclima Runners (Os plimos Fabiano e Mizumoto), o 3 que Correm, Correndo com o André (tchê), Corrida Rústica (ganhei até medalha), o Viva Correndo, o Correrias do Gustavo, de Portugal etc. A "vida virtual" das redes sociais tá bem real, e eu consegui conhecer e correr com toda essa galera (exceto o Gustavo, que tá em Portugal). 

- Ano de finalmente participar da BR-135 (One Marathon), de fazer duas maratonas "normais", com a a segunda major (Berlim) e finalmente conhecendo (e quebrando) em Curitiba. Ano de finalmente fazer a Bertioga-Maresias, de finalmente fazer a Volta ao Cristo de Poços de Caldas, de fazer uma prova incrivelmente legal em Bauru (IV Batalhão da PM), de correr a prova mais curta da minha vida (New Balance Mile Challenge). de conhecer a meia da Athenas e a da SP City Marathon, de fazer mais uma vez a NB 15k e a Meia da Maratona do RJ, de ganhar premiação numa meia no exterior (2º na categoria 40-44 na Squaw Valley Half-Marathon), mas não subir ao pódio porque fui passear (e também porque nem me passou pela cabeça ter conseguido essa colocação), de treinar e comer churrasco nas 12hs de Piracicaba e de fazer muitas Beer Miles, não só as do Corrida no Ar, mas as do Mania de Corrida e do Canal Corredores.

O ano foi bom, mas corri menos e treinei menos. Pra "compensar", trabalhei mais. Podia ter sido melhor, o RP em Berlim podia ter vindo, o joelho podia ter doído menos, eu podia ter pego a premiação na California ao invés de ir passear, e eu podia ter ficado menos gordo, mas corri provas que morria de vontade de fazer, conheci muita gente legal e me diverti pra caramba. O resumo do ano, em números:

2093km corridos
1751,6km em 176 treinos e 341,4km em 1 ultramaratona, 3 maratonas, 2 provas de revezamento, 4 meias-maratonas, 4 provas em distâncias menores (16km, 15km, 10km e 1 milha) e 5 Beer Miles
9,95km/treino e 17,96km/prova (ou Beer Miles)
63 séries de musculação/fortalecimento
131,3km pedalados em 5 estímulos
4.300 metros natação em 4 treinos

Resumo do mês - dezembro/2017

157,3km em 16 treinos e 1 São Silvestre
1.500m natação
8 séries de musculação/fortalecimento/circuito

01 - 1.500m natação
02 - 11,6 km rodando leve (6m40/km) no bairro (NB Vazee)
03 - off
04 - musculação
05 - Aq + 100m forte/100m descansa, 200m forte/200m descansa... até 1k forte/descansa, de Mizuno Hitogami. Total de 14km.
06 - Musculação
07 - off
08 - 8,2km voltando do trabalho correndo, de Skechers Go Run Ride 6
09 - 8,8km rodados leves (6m26/km), de NB Vazee
10 - 10km leves (6m16/km)no bairro, de Skechers Go Run Ride 6
11 - off
12 - Noel Run do Adidas Runners - 6,2km de Adidas Ultraboost
13 - Musculação
14 - 11km fartlek no Ibira, de Skechers Go Run Ride 6
15 - Musculação
16 - 11km rodados leves (6m09/km) no Ibira (Bamba)
17 - 10,9km de trote (6m46/km) no bairro (Bamba)
18 - 5,6km - Treino de final de ano do Elas que voam (Adidas Adios)
19 - off
20 - off
21 - 3km Aquecimento + 6 x 1000m (recup. caminhando 150m - média de 4m55/km) - 9,8km (Bamba)
22 - Musculação
23 - 3km Aquecimento + circuito (5x 1km + exercícios) - 8km (Bamba)
24 - 5,3km solto (6m22/km) (Bamba)
25 - off - Natal
26 - 6km aquecimento (5m37/km) (Bamba) + musculação
27 - 5,9km rodadinho (6m18/km) à noite, de Bamba
28 - Fortalecimento muscular
29 - Treinão Mania de Corrida - 10km (5m40/km), de Adidas Boston 2
30 - off
31 - São Silvestre, de Adidas Adios

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Resumo do mês - novembro/2017

141,4km em 10 treinos, uma prova de milha, uma meia-maratona e uma maratona
4 treinos de musculação
1.500m natação

01 - 1,5 km aquecendo + musculação
02 - 1,2 aq + 10x 500m (tava ruim, média de 2m27) - total de 6,2km - Mizuno Hitogami
03 - off
04 - off
05 - Meia Maratona Athenas, puxando o Marcel Pastel pro sub 2 (e não conseguindo): 2h00m03s, de Adidas Adios
06 - off
07 - 4,6km no Ibira. Ainda sentindo a virose , de Skechers Go Run Ride 6
08 - 1,2km aquecendo + musculação
09 - 3km Aq + 8x volta Trilopez (890m) = 10,4km, de Nike Streak LTZ
10 - off
11 - 20km a 5m36/km, de Adidas Boston 2
12 - off
13 - off
14 - 3,3k aq + 2x 3k ritmo (5min/km) e 1,5k leve (6minkm). 12,3km, de Mizuno Hitogami
15 - off
16 - 1,5k aq + 6 x 1k na esteira, com 100m de descanso - 8km, Skechers Go Bionic
17 - off
18 - off
19 - Maratona de Curitiba - 4h12, quebrado!! Adidas Boston
20 - 1.500m natação para soltar
21 a 24 - off
25 - 6km no treinão do Marathon Maniacs, de Skechers Go Run Ride
26 - NB Mile Challenge - 7m22 a milha, horrível!! New Balance Vazee
27 - musculação
28 - 8,3km fartlek no Ibira, de Skechers Go Run Ride
29 - off
30 - musculação

domingo, 12 de novembro de 2017

Resumo do mês - outubro/2017

164,6km em 16 treinos, 5,2km em prova (ASRD) e 1 Beer Mile. Total : 171,4km
5 séries de musculação

01 - off
02 - off
03 - 6,1 km no Ibira (3 leves, 3 mais rápidos), de Skechers Go Run Ride 6
04 - 1,5km aquecendo + musculação
05 - 8km levinho no Ibira, de Skechers Go Run Ride 6
06 - off
07 - 14,6km rodado leve na USP, de Skechers Go Run Ride 6
08 - Ayrton Senna Racing Day - 5,2km, de Adidas Adios
09 e 10 - off
11 - 1km aquecendo + musculação
12 - 5,9km fartlekinho, no Museu do Ipiranga, de Skechers Go Run Ride 6
13 - off
14 - 20,2km rodando leve na USP (5m51/km) de Mizuno Hitogami
15 - off
16 - off
17 - 10,6km (aq + 3x 10 min rodado/5min forte), no Ibira de Adidas Adios Boost
18 - 1,5km aquecendo + musculação
19 - 1,1km aq + 8 x 400m + 200m soltos no Museu do Ipiranga - 4,5km, de Mizuno Hitogami
20 - off
21 - 26km rodado leve até a USP - 5m48/km, de Adidas Boston
22 - off
23 - musculação
24 - 9,3km - aq + 2x 10min leve 10 min médio, de Nike Streak LTZ
25 - musculação
26 - 3km aq + 16 x 400m + 1,3km. Total de 10,7km, de Skechers Go Run Ride 6
27 - off
28 - 10km de manhã levinho (5m32/km), de Adidas Boston 2 + 1,6km de Beer Mile CNA 100 mil
29 - 21,8km sofridos (pós Beer Mile Malzbier), de Skechers Go Run Ride 6
30 - off
31 - 1,8km aq + 2x 1,8km leve/ 3km ritmo + 1,5km leve. 12,9km, de Mizuno Hitogami

sábado, 21 de outubro de 2017

Maratona de Berlim 2017

Era o objetivo do semestre e a tentativa de baixar mais uma vez o recorde mundial pessoal. E sendo sincero, achei que pudesse dar. O ciclo de treino não foi dos melhores, não me adaptei muito bem à nova metodologia adotada pela Trilopez e me sentia um pouco lento. Mas embora estivesse meio cansado, não me sentia estafado. Na última semana antes da prova, já em férias, senti que o corpo estava respondendo bem ao descanso e comecei a achar que dava ao correr fácil nos treinos dessa última semana de polimento.

Só que não rolou. Eu larguei na segunda onda e, por isso, fiquei aquecendo, pra destravar bem o corpo. Na hora de entrar na baia de largada, vi que Berlim não era aquele primor absurdo de organização como Nova York. Muita gente e a gestão da multidão era apenas normal. Eu me encaixei onde dava mesmo naquela multidão e fiquei longe do marcador de ritmo das 3h30, que era uma das minhas idéias de estratégia de prova. Larguei acelerando procurando os marcadores e logo encontrei o das 3h45. Assim, logo imaginei que o das 3h30 estaria um pouco adiante e resolvi começar um pouquinho mais forte pra ver se o alcançava. As parciais estavam fortes, passei o 10 para 48 minutos e meio, mas tava tudo bem, fácil correr, no vídeo eu gravo como se estivesse muito tranquilo.

Lá pelo km 16 comecei a sentir náuseas. E depois de passar pelo km17 parei e vomitei. A seco. Nada saiu, era só, talvez, uma irritação do estômago ou alguma reação do organismo ao ritmo forte. Eu estava muito bem e não sei explicar porque deu isso. Já que é natural do ser humano botar a culpa em algo, vou botar a culpa no gel. Explico: geralmente um dos géis que carrego tem cafeína e esse eu guardo pra ser o último. Mas me atrapalhei e acabei tomando esse como o primeiro gel. Talvez tenha sido isso. Talvez tenha sido o bom consumo de cerveja nos dias que antecederam a prova (tava de férias, né?) Só sei que deu ruim

Consegui ainda voltar e fazer 2km no ritmo bom de 4m55. Mas do 20 para o 21 comecei a sentir as náuseas de novo e vi que não ia dar para sustentar essa sensação maldita. Tirei o pé, desisti do recorde pessoal e passei a rodar num ritmo que encaixasse confortável. Acabou sendo uns 5m30/km e assim segui, de boa, filmando e curtindo a prova. E bebendo cerveja durante a prova...



Deu 3h46m49. Não foi a prova dos sonhos, mas terminei num tempo digno, pelo menos para mim. E segue o jogo pra próxima!!


domingo, 1 de outubro de 2017

Resumo do mês - setembro/2017

159,7km em uma maratona e 12 treinos
2 séries de musculação

01 - off
02 - 16km no longo que deu ruim na USP, de Skechers Go Run Ride
03 - 12km rodados (5m32/km), de Adidas Boston
04 - off
05 - 3k aquecendo + 2x18min (10min forte, 2min pausa, 2min forte, 2min pausa ativa, 2min forte - 7,3k). Total de 10,3 km, de Skechers Go Run Ride
06 - musculação
07 - Beer Mile do Mania de Corrida - 1,6km e mais de 4 litros de cerveja
08 - ressaca
09 - 4 x 5km, com intervalo de 5min (5m13, 4m56, 4m55 e 4m52/km). Total de 21,6km, de Skechers Go Run Ride
10 - 5km leves (35min), de Nike Flyknit
11 - musculação
12 - aq + 8 x 500m fortes + desaq - 9,2km, de Skechers Go Run Ride
13 - off
14 - aq + 16 x 200m, no Museu do Ipiranga (de 57 a 48seg). 5,1km, de Nike Streak LTZ
15 e 16 - off, em viagem
17 - 10km rodados em Brugge, de Adidas Ultraboost
18 - off
19 - 9km rodados de Verviers a Bouquette, de Adidas Ultraboost
20 - 9,2km rodados no bosque de Pierrefonds (Fôret Dominiale de Compiégne), de Adidas Ultraboost
21 a 23 - descanso pré-maratona
24 - Maratona de Berlim - 42,2km - 3h46m49s, de Adidas Boston
25 a 29 - off
30 - 8,5km rodadinhos na USP, de Skechers Go Run Ride (5m28/km)

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

IV Corrida do IV Batalhão de Bauru + Desafio do Mascetra

Não é muito comum, especialmente dentro de um ciclo de treino de maratona, que eu me aventure numa prova de 10k. Mas essa era irrescusável. Afinal, o organizador e polícia Ronaldo Mascetra insistiu, ameaçou nos prender e então fomos! A idéia era ir numa excursão Youtubers, mas Mayco deu pra trás por causa dos treinos da Uphill e Marcel + Marcão estariam no Beto Carrero. Mas não teve problema, Sérgio, Edu Suzuki e eu fomos para Bauru comer Bauru e correr também, por que não?

E foi sensacional! Eu esperava uma prova normal, organizadinha e coisa e tal, mas o negócio tava espetacular, ainda mais para uma prova pequena, que não tinha mil inscritos. Aliás, os caras mandaram muito bem: como se estruturaram para cerca de 900 inscritos, não cresceram o olho e foram abrindo inscrição a torto e a direito. Ao contrário, preferiram fazer com menos gente mas mais bem organizado e depois quem sabe, ir ampliando. 

Foi evento o dia inteiro. Exposição de carros antigos, um monte de food truck, exposição da polícia e dos bombeiros, evento ciclístico, corrida kids, bandas de rock e palestras. E nós demos a última palestra, sobre "mitos da corrida"! Devo de dizer que foi tão legal que quase perdemos a hora de encerrar. Sim, porque a nossa era a última e se deixar o Sérgio fala até soar a buzina da largada.

E a prova não ficou para trás em termos de organização. Marcada para 18h30, já naquele lusco-fusco, ela foi uma prova noturna, já que já largamos praticamente no escuro. Não tinha problema, porque no kit tinha uma lanterninha de led, daquelas bem baratinhas, mas que iluminava bem o caminho. Ainda bem, porque foram 2km de asfalto e já pegamos estrada de terra, com trechos de areia que prendia um pouco e tornou a prova mais técnica. 

O mais louco é que no meio do nada tinha banda de rock ou som. Sempre!! Contei 4 bandas (sem repetir), o que daria uma a cada 2,5km. Mas o intervalo era menor, porque íamos e voltávamos pelo mesmo caminho. Assim, aquela banda do km8 era a mesma do km2. Uma banda a cada 1,25km, nem a Maratona de Nova York é assim!! Além disso, quando não havia banda, havia umas baitas caixonas acústicas. Ou seja, apesar de correr no meio do nada, sempre tinha rock de alguma forma!!!

Fiz bastante força pra fazer 49min nos 10k. Aliás, a única falha é que fizeram um retorno um pouco antes e a prova tinha um pouco menos de 10k. Mas de resto, foi fenomenal! 

E pra não perder o treino pra Berlim, no dia seguinte cedinho, o nosso anfitrião Ronaldo Mascetra inventou o Desafio do Mascetra, um treino longo que passava pelo percurso da prova, por um velho sanatório, por linha de transmissão, cemitério... ufa!! Quase 30k pra conta!! Ou seja, não faltou nada por lá!!! Valeu muito a pena!!!!!





Resumo do mês - agosto 2017

229,4km em 16 treinos e 10k em 1 prova (IV Batalhão de Bauru)
9 séries de musculação

01 - rodagemzona a 6min/km - 9,8km, de Adidas Boston
02 - musculação
03 - rodagemzona a 5m45/km - 1,5km aq + 8,7km - 10,2km, de Mizuno Hitogami
04 - musculação
05 - IV Corrida do IV BPM de Bauru - 10km a 49m07, de Adidas Boston
06 - Longo - Desafio do Mascetra - 29,6km a 5m44/km, se perdendo nas estradinhas de terra de Bauru, de Adidas Boston
07 - off
08 - deu ruim. 900m aq + 1x 3,5km /médio  e 900m /forte. Não teve a segunda série porque as pernas travaram no comecinho. 5,7km no total, de Mizuno Hitogami
09 - musculação
10 - Aq + 50 min fraco/forte a cada 10 min. Total de 11,3km, de Nike Streak
11 - musculação
12 - Longo - 2 x 16km (primeiro mais leve - 5m37/km, segundo no ritmo - 5m09/km). Quebrei no km 14 do segundo tiro. 30,9km, de Adidas Boston
13 - off
14 - musculação
15 - 3k aq + 2x 5k progresssiv + 0,9km leve - 13,9km, de Mizuno Hitogami
16 - musculação
17 - 3k aq + 2x 4,5k (1k leve, 3k ritmo, 500m sprint) + 0,9k soltando,  12,9k, de Nike Streak
18 - off
19 - 4 x 8k progressivos (5m30, 5m18, 5m14 e 4m59). 32k, de Adidas Boston
20 - 3,7km no lançamento do Adidas Runners
21 - musculação
22 - 2,6k aq + 2x 5k (1,5k leve, 3k ritmo, 500m sprint) + 1,2k soltando = 13,8k, de Mizuno Hitogami
23 - musculação
24 - 5,1k levinho, de Adidas Boston antigo
25 - 15k na esteira, de Skechers Go Bionic
26 - off
27 - 7,4k no Ibira, pastando de ressaca, com o Mizuno Hitogami
28 - musculação
29 - 1k aq + 2x 6k (2,5k leve, 3k ritmo, 500m sprint) + 2,6k rodando c. Corre K.O. Ruivo, 15,6k de Skechers Go Run Ride 6
30 - musculação
31 - 500m aq + 1,5k leve/3 k ritmo/1,5k forte, 1k leve, 2lk ritmo, 1k forte, 500m leve, 1k ritmo, 500m sprint - 12,5k na esteira, de Skechers Go Run Ride 6

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

São Paulo City Half + Marathon 2017

Assim como no ano passado, assim como ocorreu na Maratona de São Paulo, a intenção era só acompanhar e incentivar a galera que ia participar da prova. Porém, em cima da hora, o Flávio, meu amigo que conseguiu perder a classificação para Boston no ano passado por UM segundo, me doou a sua inscrição, já que não iria correr por motivos de viagem. A inscrição era para a meia, mas achei uma boa oportunidade de fazer o treino longo durante a prova, registrá-la por dentro e ainda ver se rolava acompanhar o Mayco do @canalcorredores em sua tentativa de fazer seu sub-4.

E assim foi. Segui o trajeto da prova até o km 29 indo próximo do Mayco o tempo inteiro, inclusive na quebra dele, e depois retornei para a arena, fazendo o pior tempo da vida do Flávio. Nos registros oficiais, uma meia-maratona com mais de 3h10! Foi legal, o único trecho da prova que não percorri foi a parte da USP e a desgraça da Avenida Politécnica, mas não senti falta. Na chegada ainda tive a sorte de encontrar o Carino que fez 3h31 e me passou no tempo de maratona por um minuto, numa prova dificil com esta, com bastante subida e desgaste. Só não gostei da ausência da cerveja na chegada, algo que tinha no ano passado, mas nem tudo é perfeito...



quinta-feira, 3 de agosto de 2017

NB 15K - Uma das melhores!!

New Balance 15k. Terceira vez que corro essa prova. A primeira foi quando a NB criou a série excelente "excellent series" onde você precisava se qualificar para a prova com um tempo razoavelmente bom e a proposta de uma prova somente para corredores mais rápidos. No ano passado e neste ano, o formato foi mais tradicional, como prova de 15km aberta a todos e um percurso rapidíssimo, na pista expressa da Marginal Pinheiros entre o shopping Eldorado e o Morumbi. 

A prova foi muito bem organizada. Sem falhas, boa entrega de kits, marcação de quilometragem adequada, respeito ao horário, água gelada em todos os postos, arena legal, com estacionamento gratuito no shopping Eldorado, staffs animados e até carboidrato em gel tinha. O número razoável de inscritos não demandou largada em ondas ou blocos, o clima ajudou e a prova foi redondinha, inclusive com premiação especial para os 20 primeiros homens e 20 primeiras mulheres, além de sorteio para correr a Maratona de Nova York com tudo pago. Enfim, uma aula de como organizar uma boa prova!



Eu corri mais para registrar a prova, tinha feito o treino longo no sábado. Mas até por conta de tudo a favor, mesmo não fazendo força, acelerando apenas para tentar achar os amigos (não achei), fechei em boa 1h20m, tempo interessante para quem fez a primeira metade da prova totalmente leve (também para tentar achar os amigos...)

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Resumo do mês - Julho/2017

250,2km em 20 treinos e duas provas (NB 15k e SP Half City estendida)
7 séries de musculação


01 - Longo de 22km no Ibirapuera, a 5m45/km (um pouquinho menor por causa da prova do dia seguinte). Adidas Ultraboost
02 - NB 15km, de New Balance Vazee, a 5m19/km
03 - off
04 - 2,3km aquecendo + 7,2km de fartlek, com rampa, aceleração, trote... 9,5km no total, de Nike Streak LTZ
05 - 1km aquecendo + musculação, de Skechers Go Bionic
06 - 8km na esteira, com 4km aquecendo e 4km em tiros de 200m, de Skechers Go Bionic
07 - 1km aquecendo + musculação, de Skechers Go Bionic
08 - 2,5km preguiça no Treinão do Canal Corredores da Sportsbase da Adidas no Villa Lobos, de Adidas Ultraboost
09 - 27km de longo (3 tiros de 9km + 2min intervalo caminhando), de Adidas Boston, com 5m49/km de ritmo (incluindo a caminhada)
10 - off
11 - 1,8km aquecendo + 2 x 3km + 5 Bienais (8,4km). Total de 10,2km, de Mizuno Hitogami
12 - 1km aquecendo + musculação
13 - 2km aquecendo + 8 x 400m, 5 x 300m, 3 x 200m com intervalo de 100m caminhando. Total de 9,1km, de Adidas Boston, na esteira
14 - off
15 - Longo de 23,3km (era 30, mas deu bolha...), com o Adidas Boston
16 - off
17 - 1km aquecendo + musculação
18 - 2,4km aquecendo + 2x 3km leve (5m10/5m00)e 2km forte (4m40/4m27). 12,4km de Nike Streak
19 - off
20 - 10,5km - aquecimento + 10min leve/30min médio-forte (4m48)/5min trote. Mizuno Hitogami
21 - musculação
22 - Longo de 29km a 5m27/km, de Adidas Boston novo
23 - 5km levinho pra soltar, de Adidas Ultraboost
24 - 1,2 km aquecendo + musculação
25 - 1,9km aquecendo + 4 tiros de 2,5km fraco/forte (5m44/5m01/5m20/4m44). 12km, de Mizuno Hitogami
26 - off
27 - 1,5km aquecendo + 45min de ritmo (9km, a 5m00/km). 10,5km, de Nike Streak
28 - musculação
29 - 6km no treinão CNA Adidas Run Base, de Adidas Takumi-sen (test drive)
30 - Longo de 33km na Meia SP City Marathon, puxando o Mayco, fechando a 5m45/km de média, com o Adidas Adios Boost
31 - off


segunda-feira, 10 de julho de 2017

Expedição Tom Tom - Maratona do Rio 2017

Cheguei de viagem de férias e já emendei outra viagem. Sim, porque a Tom Tom, numa jogada de marketing genial, reuniu os youtubers mais emblemáticos do mundo brasileiro das corridas e montou uma Expedição Tom Tom saindo de São Paulo em direção ao Rio de Janeiro, para participarmos do final de semana da Maratona do Rio de Janeiro.

A expedição saiu de São Paulo na quinta-feira de manhã, feriado de Corpus Christi, com aquele bando de malucos juntos numa van pra detonar a Via Dutra. Só que eu já tinha marcado viagem de férias antes desse projeto fechar, então enquanto o pessoal ia pro Rio, eu voltava dos EUA. Mas na sexta-feira eu peguei um avião e me juntei ao povo lá no Rio. E foi uma diversão total!! Primeiro porque juntar o Mayco do Canal Corredores e o Marcel do Mania de Corrida (o Marcão ficou mais focado no estande do Mania montado na Expo e dessa vez participou menos) juntos com o Sergio e o Edu Suzuki do Tênis Certo já ia ser broca. Mas além disso tinha outro maluco completo, o Poldo Longo do No Corre. E tinha a Karina Corredora da Vida Real e a Ju do Acordei Disposta, que entraram no clima rapidinho. Pra finalizar, quem tava junto nessa coisa também era o monstro Acerola. Tudo isso sendo toureado pela coitada da Glaucia da Tom Tom, que tentou organizar minimamente a bagaça, e pela Joia Portuguesa, o Julio Quintela, comandante-em-chefe e pica-das-galáxias da Tom Tom Brasil.

Basicamente foi bagunça na praia, bagunça no restaurante, bagunça no hotel, bagunça na Expo da Maratona, bagunça na prova e bagunça na volta. Só não deu pra fazer a bagunça planejada no Estúdio da 89FM pra finalizar a farra no Corre 89 porque tava um trânsito infernal para voltar do Rio, afinal era volta de feriado e, pra ajudar, ainda tinha a Parada do Orgulho LGBT na Paulista. A ideia era chegar umas 19h30 lá na Paulista. Chegamos quase 23h00 em SP... mas gravamos a bagunça na van e participamos do Corre 89 dessa forma mesmo.

E a meia-maratona da Maratona do Rio em si foi tranquila. Afinal eu acompanhei o Sérgio que estava marcando ritmo para 6m00/km. Um ritmo tranquilo até para mim, gordo e fora de forma. Terminamos a prova suados muito mais por causa da umidade do que pelo esforço. 

Eis a primeira parte da cobertura do Corrida no ar:



E aqui está a segunda, onde eu participo mais da coisa toda:





Squaw Valley Marathon 2017

Quem procura acha. E não é a primeira vez que, marcadas as férias sem nenhuma intenção de correr e definido os lugares onde iria ficar, fui pesquisar despretensiosamente se haveria uma corridinha por perto e... achei!! Foi certeiro! Bem no dia em que eu estaria em Lake Tahoe haveria uma prova por lá. Pior, a largada era em frente ao hotel onde eu ficaria, não andei nem 50 metros!

As férias foram no lado oeste dos EUA, bem bacanas e acabei aproveitando para conhecer (de passagem) Badwater, onde rola a Badwater 135, uma das provas mais duras do mundo, por causa do calor. De fato, peguei 46 graus ali e acho impossível algum ser humano normal conseguir correr por lá, naquele calor e naquela secura!!! E na continuação da viagem tinha escolhido ficar no Olympic Village, uma estação de esqui onde rolaram os Jogos Olímpicos de Inverno de 1960 e onde se dá a largada da Western States 100. 

Eu achei que em junho estaria mais quente por lá e ia dar para fazer umas trilhas. Até deu, mas só naquelas que ficavam mais baixo, porque a região estava ainda cheia de neve e bem fria. Acabei descobrindo a Meia Maratona do Squaw Valley e na manhã da prova estava nevando... ótimo para quem só tinha botado bermuda na mala. Me virei do jeito que deu, usei meia velha como luva, comprei um bluff, vesti umas camadas de camiseta e fui. Prova simples de tudo, e pequenininha. Tão pequena que cheguei em 2. lugar na categoria 40-49 com um tempo tão ruim que eu nem criei expectativa e fui embora. Só no Brasil eu descobri que tinha levado pódio. Perdi a premiação, perdi o trofeuzinho... pena, quem mandou não acreditar? 

Mas o mais legal fica na memória. Porque corri em muito lugar legal!!!


Resumo do mês - Junho/17

131,8 km em 11 treinos e 2 meias-maratonas
4 séries de musculação

01 e 02 - off (férias)
03 - 5km a 5m46/km, em Williams/Arizona, de Adidas Boston
04 e 05 - off (caminhadas diversas)
06 - 8km fartlek na esteira do hotel em Las Vegas, de Adidas Boston + musculação
07 e 08 - off (caminhadas diversas)
09 - 5,1km a 6m35/km congelantes em Mammoth Lakes, de Adidas Boston
10 - off
11 - Squaw Valley Half Marathon. Se o GPS marcou 20,4km, é porque tava curta mesmo!! 1h52 a 5m27/km e um esquisito 2. lugar na categoria 40-49 (31. lugar no geral), mostrando como a prova foi fraca! (Adidas Boston)
12 a 17 - off (caminhadas diversas, Expedição Tom Tom)
18 - Meia Maratona da Maratona do Rio. Acompanhando o Sérgio no pace de 6min/km, fechando em 2h05m30s, com o Adidas Adios
19 - off
20 - 10km na esteira. 2km aquecendo e 8 x 1000m progressivos até 800m, relaxando nos últimos 200m. Skechers Go Bionic
21 - 1km aquecendo + musculação. Skechers Go Bionic
22 - 12,4km - Aquecimento + série de 40 minutos progressivos a cada 10 min (últimos 10 min a mais ou menos 4m40/km) e 10 min de trote. Usando pela primeira e última vez o Olympikus Rio 5 (o tênis não "encaixou" no pé)
23 - 1km aquecendo + musculação. Skechers Go Bionic
24 - Longo de 24km a 5m36/km, de Adidas Ultraboost
25 - off
26 - 1km aquecendo + musculação. Skechers Go Bionic
27 - 4km aquecendo c/ exercícios + 8 tiros de 870m (par fraco/ímpar forte - 4m55/km / 4m15/km). Total de 11km, de Mizuno Hitogami
28 - off
29 - 1,6km aquecendo + 2x 3,3km em ritmo médio (5m10/km) e 1,8km em ritmo médio/forte (4m40/km). Total de 11,8km, de Mizuno Hitogami
30 - off


quarta-feira, 31 de maio de 2017

Resumo do mês - maio/17

182,4km, dos quais 75km na Bertioga-Maresias e os demais em 10 treinos
2 séries de musculação

01 - off
02 - 5,3km aq + 5x 600m c/200m de intervalo ativo - 9,3km, de Skechers Go Bionic
03 - 1km aq + musculação, de Skechers Go Bionic
04 - 1km + 12x 400m c/100m de intervalo ativo - 7km, de Skechers Go Bionic
05 - off
06 - off forçado e forçoso
07 - 38,9km (13km na Wings for Life app), de Adidas Boston. Km no Tomtom Hiking. O Strava registra apenas 35,3km...
08 - off
09 - 3 x 3km - 14m58, 14m14 e 14m12. 9km de Mizuno Hitogami.
10 - off
11 - 10,2km no Ibira (10min fraco/30min forte/10min fraco) a 4m53/km, de Nike Streak LTZ
12 - off
13 - Longão interrompido na USP. 17km abortados por uma pubalgia. Ritmo de 5m11/km
14 - off
15 - 5km leves, testando a pubalgia, de Skechers Go Bionic
16 - off
17 - 5km leves, testando de novo a pubalgia, de Skechers Go Bionic
18 e 19 - off
20 - Bertioga Maresias 75km, de Adidas Boston
21 a 29 - off
30 - 5km fraco-forte na esteira, de Skechers Go Bionic e musculação
31 - off