sábado, 30 de junho de 2012

Resumo do mês - junho/2012

232km em 17 treinos + 15km em uma prova = 247km (maior rodagem mensal desde que comecei a registrar isso neste blog)

08 treinos de musculação
1h30 de escada.

Shot in the dark

O melhor comentário feito foi o da minha amiga Bia: "e além de tudo o cabelo do Romarinho é muito mais legal que o do Neymar". Cabelo, bola, o moleque é iluminado. Ninguém que não tenha estrela estréia no time titular num clássico contra os porcos e faz dois golaços, um de letra e outro tirando o zagueiro pra dançar. Mais ainda é entrar no final do jogo, estreando em final de Libertadores e na primeira bola que pega, sai na cara do gol, espera o goleiro cair e dá um toquinho por cima, estilo Romário, frio e matador.

Mas tem o segundo jogo ainda, calma. Nada de contar vitória antecipada. É que nem os treinos pra corrida. Depois de ter corrido surpreendentemente bem no domingo, mesmo após um longão de 3 horas, na terça tinha tudo de novo. 4 séries de tiros de 1.500m e 900m. Pra ajudar, a parte de baixo do circuito do tiro tava escura, sem luz. Mas duro mesmo era destravar as pernas... os de 1,5km, em ritmo controlado, saíram a 7m24, 7m04, 7m15 e 7m03. Os de 900m, mais fortes, a 3m56, 3m57, 3m53 e 3m36 (o último é aquele onde gasto o que resta). Bom? Bom, muita gente que fez São Roque ainda não conseguia correr na terça. Mas cansou. 11km, considerando o aquecimento, com Nike Free.

Quarta, teve o treino das escadas, pré-jogo do Timão. Dessa vez fui pra academia, rodei 1 hora nas ruas do bairro, encarei 30 minutos na escada rolante (ou seja, só pra cima) e fiz o treino de força do jeito que dava, tirando um pouco a carga, especialmente nos exercícios de perna. Só o Corinthians mesmo pra me manter acordado depois de um treino desses. 8,5km usando o Patagonia, pesadaço, e a mochila com 4kg.

Quinta, um tormento. Dois treinos seguidos fortes e o cansaço do final de semana bateram. Foram 3 voltas de 3km, fartlek. Primeira volta em ritmo médio, em 15min35s. Segunda volta mais forte, a 14min20s (e foi beeem difícil). Terceira em progressão, saindo lento e fechando mais forte, a 15min20s. 10km, com o aquecimento, de Mizuno LSD. Os tempos não forma extremamente ruins, mas a canseira que deu...

E por fim, um longo de 3h45m no sábado, pra acabar de quebrar... basicamente saí de casa, fui até a USP, fiz umas biologias e fui voltando, optando por subir a Bela Cintra e ficar na Paulista, já que pelo tempo não daria pra chegar em casa de volta. Parei na estação Brigadeiro, com 3h45 em cima (32km) e peguei o metrozão, meio zureta... foi muito, mas muito difícil, tudo travado, tudo duro, doía as costas, as pernas... nem dá pra comparar com o do sábado anterior, mais corrido, mais plano e mais descansado. Mas fiz, usando o Nike Alvord. E assim o mês acabou. E eu também acabei.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Corrida de Montanha São Roque 2012 - Ski Mountain Park

Amanheceu e tava frio. Mas até dava pra aguentar. O duro era olhar pro relógio e saber que não eram 5 da manhã do domingo e eu já acordando. Não sou o cara mais dorminhoco do mundo, mas normalmente eu dormia nesse horario no sábado. 

Mas carona combinada é carona dada. Fui buscar a Lenise no Morumbi e aproveitei pra conhecer Paraisópolis na madrugada. Pelo menos não fui quem ficou esperando um japonês perdido na rua, passando frio. A Ana também passou um pouco de frio na rua me esperando, mas tudo bem, o carro tava quentinho e saí vivo de lá. Chegamos rápido, 7 da manhã e a viagem foi tranquila. Só que se em SP dava pra aguentar o frio, em São Roque, depois de uma hora com o aquecedor do carro ligado, era quase impossível abrir a porta...

Desafio do carro vencido, subimos até a largada (e já cansou, os 28km do sábado pesaaaavam!!) e encontramos todo mundo. Grazi, Navarro, Du e Isa Brunetti, Bia, Guedes e Bruno à paisana, Gabriel, Edith, Erica e Fred. A Day e a Rosi, arregonas, não foram, mas tiveram alguma serventia: a Ana esqueceu o número e o chip e a Rosi, sem saber, correu pregada no peito e no tênis dela. 

Foi uma prova muito mais fácil, em termos de terreno, do que Mairiporã e Paranapiacaba, ou mesmo de outras provas do Circuito, pelo que me falaram. Na verdade, a dificuldade foi mínima nesse sentido, correndo quase o tempo inteiro em estradas de terra batida. Foram poucos os trechos de single track e acabaram sendo curtos. As únicas dificuldades foram uma pinguela curta no meio da prova e, no final, uma trilha com bosta de cavalo.


A altimetria foi o que mais pegou na prova. Ela começa lá em cima, no próprio Ski Mountain Park e desce por cerca de 5km. Uma descida longa e quase ininterrupta, bem veloz porque o terreno era bom pra correr, bastante estável, e a inclinação na maior parte do tempo não era extrema. O problema é que a volta era pelo mesmo caminho. Assim, a segunda metade da prova foi um subir eterno, cansativo, de queimar as panturrilhas. Quase no final, ao invés de seguirmos direto pra chegada, viramos à esquerda numa trilha e passamos pelo trecho mais técnico da prova. Uma das subidas mais íngremes tinha uma corda pra auxiliar, mas como o terreno não estava molhado, deu pra subir sem grandes dificuldades (exceto a inclinação). Nisso tudo somamos praticamente 15km de prova, e não fosse o campinho com bosta de cavalo bem no finalzinho, o tênis sairia limpinho, limpinho. Quando exigido, o Nike Alvord se saiu bem, mas a prova realmente não pediu muito dele.

Fiz a prova com a mochila, continuando a minha "aclimatação" ao peso extra nas costas. Isso evidentemente não ajudou na performance. Os 28k do longo de sábado muito menos, mas do meio da prova pro final estava até mais disposto do que no começo, quando ainda tava meio dolorido e com as pernas pesadas. Fiz 1h45m, um tempo até bom, se considerar esses senões.


Foi interessante correr cansado, pesado e ainda ter alguma performance. Com o terreno bom eu realmente percebi que tenho boa desenvoltura pra descer. A dificuldade é mesmo descer em terreno instável. E minha caminhada em subida tem melhorado. Quanto mais íngreme, melhor é o meu desempenho no trekking em subida. Acho que ficar subindo escadas deve estar fazendo alguma diferença...

domingo, 24 de junho de 2012

Finalmente na final

É nóis! Timão na final da Libertadores!! Quarta-feira foi o dia da redenção, time consistente, sólido, frio e experiente, 1 a 1 com gol de Zidanilo e mostrando que não basta um craque pra vencer um TIME! Duro foi assistir o jogo todo dolorido, quarta foi dia do treino da corrida + escada: 1 hora correndo com a mochila pesada (8,5 km) e depois mais 30 minutos de escada, com o Asics GT-2150. Na chuva, pra ajudar um pouco. 

Chuva que também travou um pouco o treino de terça: o Paulinho pediu pra gente rodar 1 hora, sendo que  25 minutos desse tempo seria de rampa da Bienal. Normalmente seria tranquilo, mas na chuva pouca gente apareceu e me vi na condição de fazer o treino com a Andréia, uma morenona que tem uns 3 metros de perna e maratona pra 3h15... rodando a 4min40/km, ela contava as coisas, conversava, e eu tentava responder  monossilabicamente entre uma respirada e outra. Afff... Nos 35 minutos, rodamos uns 7,5km e com as rampas, essa hora passou de 10km. Dia de Nike Free

Mas se a chuva travou o treino de terça, inviabilizou o de quinta, o trânsito tava monstruoso e não fui. Aliás fiz um off involuntário, mas bem vindo, tava cansadão. Na sexta repeti a musculação da segunda (série nova, boa pra ficar dolorido) e no sabadão rodei 3 horas, 28km num ritmo mais leve, com a mochila pesando nas costas e o Nike Structure pesadão nos pés.. Uma semana bem aproveitável, porque no domingo teve Corrida de Montanha em São Roque, mas isso é um outro post.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

11 semanas e meia de "amor"

Amor aos treinos, amor ao cansaço, amor à dor. Começou o ciclo específico de treinos para o CCC e acho que vou ter algum trabalho. Mas não creio que vá ser pior do que outros ciclos de treinos que já fiz.

Segunda foi off. Uma boa forma de começar o ciclo de treinos... na terça, tiros, 9 tiros de 900m, 1 minuto de intervalor sem estourar, sem chegar no limite. 4min17, 4min12, 4min10, 4min07, 4min05, 4min03, 4min05, 3min55 e 3min32. Foi um treino interessante, puxei o ritmo do pelotão o tempo inteiro e só nos dois últimos o Geter tentou puxar, mas consegui acompanhar e chegar junto. Com o aquecimento, deu 10km, de Nike Free

Quarta foi o dia de um treino intermediário específico. Rodagem de 1 hora, que fiz com a mochila cheia e tênis de trilha da Nike (Nike Alvord), dando voltas nos quarteirões perto de casa, um belo sobe-e-desce constante. Deve ter dado uns 8,5km. Depois, 30 minutos subindo e descendo os 29 andares do meu prédio. Por fim, já bem cansado, o treino de musculação. O resultado é que assisti o jogo do Timão bem menos empolgado do que o normal, mesmo com a exibição de gala!!

Na quinta achei que fosse treinar meio mal, mas não imaginava que ia ser tão ruim. Não porque estava cansado (embora estivesse), mas porque a asma me travou total. Fiquei limitado em alguns momentos a 6min/km sofridos. Depois de uns 40 minutos, como sempre, começou a liberar, mas aí o treino já era. De qualquer modo, 11km, de Mizuno LSD

Na sexta, mais um treino de musculação. E no sábado, o longão de 2h45 (que deu 2h40...) do lado do Brunetti, conversando, falando sobre a possível campanha eleitoral dele (porque vai conhecer gente assim lá na USP, toda hora era um "oi", "opa", "e aí!"... caminhamos nas subidas, foi um treino com desgaste baixo e rodagem por tempo, de mochila pesada, Nike Alvord... 21km, bem lento e tranquilo. 

domingo, 10 de junho de 2012

Acaba a moleza

Essa semana foi a última de moleza. A partir da semana que vem começam os treinos específicos da CCC e não espero mais do que um pouco de sofrimento... vamos aos registros: Musculação na segunda, musculação na sexta, com série nova, em circuito e de deixar com a língua de fora por causa do descanso curto entre as séries. Na terça, o blecaute total no Ibira me forçou a ir pra academia e lá inventei um mini-específico: 10 minutos de bike só pra aquecer, 20 minutos subindo escada na máquina (112 andares) e os outros 30 minutos na esteira, na maior parte do tempo em 15º de inclinação e zerando de vez em quando, botando velocidade em tirinho curto, a 15, 16 km/h por 200, 300 metros. Em quilometragem deu muito pouco, uns 5km, mas foi um bom esforço tentando "alisar" ladeira (Nike Free). Quarta foi off, e quinta de feriado fui pro Ibira num horário não usual (16h00) e fiz os 6 tiros de 1,5km, com a aceleração somente nos 500m finais. Parciais de 7m08, 7m01, 6m53, 6m47, 6m52 e 6m46 (Nike Free de novo). Achei bom, segurei bastante nos 1000m ritmados e só fiz força mesmo no final e mesmo assim os tempos foram razoáveis. Com os 3km de aquecimento, deu 12km. No sábado, 12km rodados, com os primeiros 6km em ritmo lento e só acelerando nos 6km finais, fechando em 1h02 (Mizuno LSD). O sprint final foi bom, 1,5km em 6min20. E no domingo, rodei 16km devagar na ladeiragem aqui perto de casa, subindo, descendo, subindo, descendo... foi bem difícil até o 08ºkm, mas depois parece que acordei e corri melhor (Nike Structure).

domingo, 3 de junho de 2012

Pharmaton - 1º Cognitivo


Sabadão foi o dia do primeiro treino cognitivo Pharmaton. Dentro da esquematização da patrocinadora, treinos sem relógio, onde teríamos que alcançar um determinado resultado no feeling, e outros treinos de estímulo para verificação de cadência de passada e de impulsão. Aí deu pra ver que o Nishômetro tá descalibrado. Uma volta no CEPE (2,3km) deveria ter sido feita em 15 minutos, em um ritmo bem lento. Fiz em 15m15s, não tão ruim. Na outra, a 13m30, fechei em... 12m06. Bem distante, mas pelo menos parece que a distância tá passando mais rápido... Enfim , no total foram 10,5km de Mizuno LSD.


Por fim, domingão de sol, acordei cedo, limpei o xixi e o cocô da cachorrinha e saí pra rodar. Encarando os longos como duas peças de final de semana e fazendo subir a quilometragem com base na soma dos 2 treinos de fim de semana, fiz 16km em 1h28 (5min28/km), parei no hospital pra ver minha avó, e voltei trotando mais 2km até chegar em casa. 18km no total, de Nike Structure

Resumo do mês - maio/2012

08 treinos de musculação
158,4km em 14 treinos e uma prova (21,4km da Corrida da Ponte)

Voltando a ser gente

Tá começando a passar a ressaca pós-férias. Semana boa de treinos. Musculação na segunda, musculação na sexta e treinos bons na semana!!

Na terça foi uma rodagem com alguma variação altimétrica e de terreno no Ibira. Com Paulo Elias e Fred, saímos pra rodar na pista de cooper e nas poucas rampas que o Ibirapuera nos oferece (Bienal e a rampinha da Sabesp). Uma hora rodando, na maior parte do tempo conseguindo acompanhar o PEG (lógico que ele diminuiu um pouco o ritmo pra isso)!! Deu 11,5km e 4 rampas da Bienal. Somado ao aquecimento, 13 km de Nike Free. Na quinta, um fartlek piramidal: 1,8km forte (duas voltas de 900m), 6,4km mais rodados (aproximadamente) e outros 1,8km fortes de novo. 10km em 49 minutos, calçando o Asics GT-2160 e  conseguindo acompanhar a Edith, vejam só!! Dois treinos na semana feitos com parceiros mais fortes!