sexta-feira, 3 de maio de 2013

Bolinha

Engraçado como demora um pouco pra comida fazer efeito... vamos dizer, cinturo-circunferencial. Não voltei exatamente redondo da sessão empanada das férias, mas agora, passadas algumas semanas... todo aquele excesso se consolidou num acúmulo vergonhoso. Continuo treinando, mas sem muito foco e como não tenho me esforçado na dieta, a coisa tem ficado bem redondinha...

Vamos aos registros de treinos: quinta-feira 11 de abril foi dia de rodagem tranquila. Que fiz à base de 50 minutos, uns 8km, calçando os Skechers. No sábado 13, dia de chuva e USP vazia, corri com Gaspa, Neto e um corredor novo, que ia fazer pela primeira vez um longo de 16km, em preparação para a primeira meia. O ritmo foi tranquilo, conversei sobre sorvete e... no final, puxei esse rapaz novo que tava feliz da vida com os primeiros 16, feitos direitinho, negativando ritmo, em 1h26, de Nike Free Run.

Abri uma nova semana na segunda com um fartlek com o Ono, a Edith, a Bia e o Sidirlei. Quebrei, os 4 tem marcas melhores que as minhas e ainda estão em plena forma... 1 hora, 11km (Skechers). Terça teve musculação e na quinta 18, outro treino forte, rodando 2,5km em ritmo médio (4min50/km) e com 5 rampas do banheiro em aceleração, durante 1 hora. Dessa vez não quebrei, mas foi bem difícil acompanhar o Sidirlei, a Edith e o amigo do Paulão (esqueci o nome dele, mas o moleque estreou em meias igualando o meu melhor tempo, ou seja, mais um pra me deixar pra trás...). Total de 12km,  calçando o Nike Free Run.

No sabadão, mais uma vez servi de guia para outro novato, um triatleta do interior que está voltando, ainda acima do peso. Puxei 11 km com ele, ensinando a volta de 08km e a volta do CEPE, num ritmo bem tranquilo, na casa dos 6min/km. A volta final fiz acelerando, a 4min25/km, e como muita gente só me viu nessa volta, ilusoriamente acharam que eu tô correndo pra caralho... rs... justamente o oposto!! Depois, rodei mais 20km de bike (Skechers).

Segunda feira, 22, mais uma semana. Mais treino esquisito, sem foco. Foram 09 tiros na volta de 900m, fraco-médio-forte. Os fracos na base de 4min40. Os médios entre 4min20 e 4min05. E os fortes entre 3min45 e 3min40. Tô mais lento do que no começo do mês, a aerodinâmica abdominal começa a fazer um efeito drástico (10km com o aquecimento e trote final, Skechers), mas o tendão de aquiles voltou também a incomodar. Na quarta, um fartlek de 10min médio, 5min forte, durante 1 hora. Nesse treino, como há muito tempo não fazia, deixei o pessoal pra trás. Até o Ono, o que me surpreendeu. Mas foi só um dia de treino bom, não dá pra me iludir. 12km com o Nike Free Run. Mas nessa semana o que doeu mesmo foi a nova série de musculação, que só fiz na sexta. Ainda bem que tive evento da Mizuno no sábado e não teve treino, porque mal tava andando...

Achei que ia tirar a nhaca no domingo, mas me enganei. Corri horrivelmente, ainda com dores, mas sentindo também o clima seco e um cansaço de pouco sono. 10km em 58 minutos e estava incrivelmente esgotado (Nike Free Run). Ainda encontrei pique pra rodar 40 minutos de bike no rolo, mas foi absurdamente cansativo... ainda bem que o Corinthians ganhou pra garantir o domingo esportivo!!

Por fim, o último treino do mês foi... uma nhaca também. Eram seis tiros bem puxados na volta de 900m do Ibira, com pausa de 2min30s. Estreando o Mizuno Prorunner que ganhei. Ou seja, tinha que doer. O primeiro já saiu a 3m40s. O segundo, 3m34s. E tava indo bem, até que... no terceiro tiro, mais rápido até que o segundo, senti o tendão, o velho tendão do pé direito. Nada demais, dava pra continuar mas... pra que? Pra que correr o risco de agravar uma lesão pequena sem motivo? Não estou treinando para nada, para que forçar. E assim, o último do mês teve meros 3km. Pelo menos deu pra sentir que o Prorunner, apesar de ser mais pesado e alto do que eu gosto, é bem rápido, tem boa resposta. 

Nenhum comentário: