sábado, 13 de novembro de 2010

No fundo

A dor na bunda, que eu não sei ainda o que é, felizmente não atrapalha na hora de correr. Ao menos nas minhas corridas, que são as provas de fundo e endurance. Porque dói somente quando eu alargo muito a passada, o que só rola na hora de acelerar forte. E quem disse que eu preciso dar um sprint atualmente? 

Daí porque hoje, na USP, foram 22km bem-feitos, sem forçar, sem me desgastar, em 2h14m, conversando com o Fred Bem, um dos companheiros de revezamento nas 24hs de Campinas. Nosso ritmo é muito parecido (ele tem um tempo de meia um pouquinho melhor que o meu, mas eu fiquei um pouquinho na frente dele nas 6hs de SBC). Com o já velho Saucony Glide.

Nenhum comentário: