terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ódio à fascite

Fascite que me tormenta
Desengana este pobre corredor
Castiga-lhe com a própria dor
A dor de quem te lamenta

Fascite que domina o meu pé
Toma-me a face de esgar
Tira-me a força do andar
Reduz-me a um pobre mané

Sai de mim inflamação ardida
Deixa meu corpo correr
E a mente então esquecer
Da chata vida vivida

Sem você, maldita inflamação
Volto a poder dar sprint
Rápidos, repetidos até vinte
Sem precisar virar um reclamão

Fascite, cansei de você
O meu corpo irá se curar
O meu pé volta a sarar
Fascite, vai ti fudê!!

2 comentários:

satrijoe disse...

Autoria própria?

Tava inspirado hein! hehe

Tá parecendo a "Silvia" do Camisa de Vênus.

elis disse...

kkkkkk

gostei!

até porque estou com uma fascite que não larga do meu pé rssssssss