domingo, 12 de junho de 2011

Cafe na Fast Runner - Treinão Mizuno

Sabadão seria mais um dia de treino diferente, treino da equipe junto com a Fast Runner e Mizuno. Teríamos café da manhã na loja e descontos na loja nos produtos da Mizuno, patrocinadora da equipe. E seguiríamos todos da loja, que fica em Moema, para o Ibirapuera, onde o treino seria menos puxado (ou menos comprido). 

Como a minha idéia é correr atrás do "volume perdido", mais uma vez saí de casa a pé até lá, rodando o odômetro e "gastando" a mochila de hidratação. Garmin no pulso, cheguei lá depois de 5km. Fizemos a nossa social, pegamos mais uma edição da camiseta marca-texto da equipe (um laranjão bem brilhoso) e fomos pro treino técnico, com direito a aquecimento e tudo. Eu marquei tudo no Garmin, inclusive esse deslocamento da loja até o parque. Lá no Ibira, o treino em si: me encaixei no grupo que iria rodar uma hora a 5min15/km, justamente o liderado pelo Diego. Por sorte, o grupo, além de homogêneo, também tinha um visual bom, cheio de mulheres... 

Depois de uma horinha correndo nesse ritmo um pouco mais forte que o confortável, mas confortável o suficiente para não ser chamado de forte, e conversando sobre viagens, línguas e etc, fechamos quase 12 km (o pace médio foi um pouco mais forte que o previsto, na casa dos 5min10/km), e voltamos pra loja, onde enchemos a pança. E depois de mais um bom papo, volto pra casa, meio barrigudo, pra terminar o dia: 23,5km no total, registrando um pace médio de 5min50/km (Mizuno Nirvana, né, afinal era um treino Mizuno...). Lógico que os quilômetros corridos não foram contínuos, mas de qualquer modo foi um voluminho razoável, que não desgastou muito e, o melhor de tudo, feito sem dor na lombar, mesmo com o leve sobrepeso da mochila. Só que ao contrário do que esperava, a dor não sumiu sozinha não. Um cataflanzinho básico acabou tendo que ser usado para dar um empurrãozinho básico no sumiço dessa dorzinha. Nada muito drástico, dose única, pra diminuir inflamação mesmo.

Acho que dá pra fazer São Paulo, num ritmo bem lento, sem traumas.

Um comentário:

satrijoe disse...

E o que vem a ser um ritmo lento para Vsa. Senhoria?