domingo, 11 de março de 2012

Canelittis concretus

Será coincidência? Só sei que o regime de treino não sofreu grandes alterações e nem o volume. Mas logo após o teste de 5km do Villa Lobos no sábado, além da dorzinha no joelho ter voltado, senti a canelite voltando. De leve, sem causar nenhum grande problema, mas com a apreensão de saber que a canela tá levemente dolorida. Saco!

No domingão, mesmo assim, pra fazer volume eu fui correndo de casa até a largada da Meia da Yescom. Não fiz a prova porque continuo não fazendo provas dessa empresa, mas fui lá ver os amigos. Ademais, passaria na tenda da Trilopez e me reabasteceria pra volta pra casa. De casa até lá, no Mapmyrun, daria 10.03km. No GPS, deu... 10.03km! A distância de 10km aproximada até tá ok, mas acertar até mesmo a casa depois da vírgula (os decâmetros) é coincidência, lógico. Aproveitei ainda para testar o novo Nike Strucuture 14 (aposentei o velho), branquinho, branquinho! O problema é que fiquei tempo demais lá (até porque cheguei a tempo de ver a chegada dos vencedores no feminino e masculino, e depois os amigos vieram chegando...) e na hora de voltar deu uma preguiça... até corri a Major Natanael acima, mas aí pensei no metrô com ar condicionado... bom, desci na estação Imigrantes e corri mais uns 2km até minha casa. Com o km da Majo Natanael, deu uns 13 km no total, a confortáveis 5min50/km.

Segunda e quarta de musculação. E na terça fiz um dos treinos mais puxados de semana na minha história de Trilopez. A série era de 3km bem rodados (sem moleza, mas sem hiperventilar), seguida de 06 rampas sprintando, exercícios de agilidade com escada horizontal e cones, exercícios com o elástico e 3 tiros de 850m (a voltinha curta do lago), com intervalo à la carte (recuperou? Porrada!), e em progressão, mas sendo o primeiro já forte. Depois, repete tudo. Foi doído, fiz força, não amoleci nos intervalos e acabei o treino extenuado, mas com a sensação de dever cumprido. 14km, rodando com gente bem mais forte que eu, usando o Nike Free.

Na quinta, aliviaram, e fizemos vários educativos (e foram vários mesmo, deixei o Garmin ligado e deu quase 2km). Depois, 30 minutos leves de rodagem. 7km no total, com o Nike Structure.

No sabadão, um longão de tune-up. 16km, nos quais usei a primeira volta pra ver como andava o meu ritmo com os bpm (corri abaixo de 160bpm, o que significou quase caminhar nas subidas...), e completei a primeira volta em 5min22/km. Mas na segunda volta, onde esperava rodar abaixo de 4min55/km, acabei sentindo um pouco e não baixei tanto assim o ritmo. No final os 16km (na verdade, 15.7km, as voltas de 08km da USP não são exatamente 08km...) foram fechados no ritmo médio de 5min14/km. Ainda aquém do que gostaria, mesmo considerando o ritmo mais lento do início do treino. No final, por pura provocação do Ronaldo, fizemos mais a volta do CEPEUSP levezinho pero no mucho (começa com 7min/km, mas termina com 5min20/km...), completando 19km. De novo de Nike Structure.

Não gostei muito de ter sentido algumas dores na lateral externa do pé esquerdo depois do treino. Mas Nike nunca me deu dores, o que me fez estranhar um pouco. Aí percebi que tanto o Asics quanto o Nike são tamanho 07 enquanto os outros tênis mais confortáveis são 7.5. Ou seja, 38 e 39 no padrão brasileiro, mas essa conversão varia um pouco de marca a marca. E eu calço 37. Não estão nada apertados quando calço os tênis, mas passo a desconfiar que em longas distâncias o meu pé vai se "esparramando", e sendo pressionando pela forma do tênis. Será o mesmo problema do Asics? Só vendo, vou ficar atento.

Nenhum comentário: