terça-feira, 21 de abril de 2015

BMO April Fool´s Run Sunshine Coast Half Marathon Gibsons to Sechelt

BMO April´s Fools Sunshine Coast Half Marathon Gibsons to Sechelt, isso lá é nome de prova? Ô nomão enorme!! Mas enfim, a prova é deles, o patrocinador também, eles fazem o que quiserem.
A April Fool´s é uma prova organizada na Sunshine Coast, região ao norte de Vancouver, onde só se chega de balsa e onde existem várias cidadezinhas simpáticas beira-mar. Sunshine Coast é um nome arriscado para uma região conhecida por suas constantes nuvens e tempo chuvoso, mas não é que no dia da prova tudo deu certo com São Pedro? Tava frio (uns 7 ou 8 graus) e sol, um tempo excelente para correr!

A prova foi uma escolha de oportunidade: já que estava em férias em Vancouver, tentei achar uma corrida legal pra fazer. Nem era a minha primeira opção, já que tinha achado uma outra meia em White Rock, perto da divisa com os EUA e com uma logística mais simples, sem balsa no meio, mas essa prova acabou sendo cancelado e me sobrou a April Fool´s, uma prova tradicional (38ª edição!) e pequenina. Na meia maratona individual (pois haviam revezamentos), foram 389 completantes. Como era uma prova da comunidade, deu para perceber também que muitos dos participantes não eram corredores efetivos, mas pessoas que simplesmente queriam participar da prova da sua região. As últimas colocadas finalizaram em 04h07min!!!

Apesar disso, a prova em si era bastante rápida, até por conta do descenso acumulado. Larga a 152 metros acima do nível do mar e termina a 10 m. Muitas descidas, mas também algumas subidas, poucos trechos efetivamente planos, demandando muito cuidado na administração do ritmo. Vi muitos corredores me passando fácil nas descidas (e em muitas eu soltava o corpo a 4min/km), mas depois sendo humilhantemente reduzidos a uma caminhada nas subidas que nem eram tão íngremes. 


Não esperava muito da prova, mas estou em um bom ritmo físico, por conta dos treinos para a Comrades. Percebi isso nos 50km de Torres del Paine, onde corri fácil. No início, o primeiro quilômetro já saiu abaixo de 5min/km, mesmo segurando o ritmo, e o segundo, com uma boa descida, já caiu mais ainda. Percebi que o dia tava bom pra correr e o percurso ajudava. Saí atrás (o que não é muito em uma prova que não chegava a 400 participantes) e rapidamente fui passando o pessoal mais afobado na largada. De cara encontrei na minha frente dois caras num ritmo bom, magrelos e que me serviram de pacer, embora estivessem um tiquinho mais rápido do que gostaria (pior, estavam conversando, como se estivesse fácil o ritmo!). Eles foram abrindo uns 2 ou 3 segundos por quilômetro e com isso os mantive sempre na minha visão, pelo menos até o 10ºkm, que passei com 47 min, minha melhor marca nessa distância. No 12ºkm, onde começavam algumas subidas mais severas, encontrei e passei por um desses magrelos, que vestia a camiseta da maratona de Nova York. Ele percebeu que eu era o cara que tava com eles no início da prova e trocamos algumas palavras rápidas.

O de azul e o de laranja, lado a lado, foram meus marcadores de ritmo sem saber disso

Passei pelo Flash, passei pela menina de vestido, passei pelo cara vestido de bobo da corte... a prova também premiava a melhor fantasia, então tinha umas figuras dessas. O interessante é que muito deles eram até bem rápidos com a fantasia. O Flash, inclusive, eu tive que passar 3 vezes (ele me passava de volta nas descidas) até ele se resignar a reconhecer sua menor velocidade perante este que vos escreve...

A menina de vestido deu trabalho, ela fechou para razoáveis 1h45
O fato é que com 47 nos 10k e 49min30s na metade da prova eu já tinha garantido o meu recorde pessoal. Contive um pouco a empolgação, mas a partir do 16º, senti que ainda tava sobrando e tentei tirar o máximo que dava. Foi quando encontrei e passei o segundo magrelo. Só que esse era mais corredor e me passou de volta a 2km do final. Fui na dele, a 4min25/km, mas não consegui ultrapassá-lo no sprint final, foi o único que realmente me ultrapassou durante a prova e ficou na minha frente. 

Sem problemas. Com 1h38m32s, fui bem além do que esperava. Ultrapassei a barreira da 1h40 em meias, e cheguei em 51º lugar.


Provinha pequena e simpática, bem organizada exceto por uma única coisa. Haviam horários programados de ônibus para nos levar e trazer até a balsa, para a largada e depois lá da chegada em Sechelt. Tudo funcionou bem até o último ônibus. Ás 11h30 peguei o ônibus da chegada até a região da largada, com a promessa de que às 13h55 outro ônibus passaria para nos levar até a balsa. Estou esperando esse outro ônibus até agora... acabei rachando um taxi com um casal que igualmente foi engabelado. De resto, tudo ótimo, prova aferida, chegada com comida boa (uma sopa sensacional!!), hidratação em 5 postos, guarda-volumes eficiente. Só o ônibus pisou na bola, mas tudo bem, deu tempo de pegar a balsa e comemorar o recorde pessoal.

Busão, cade você????

Nenhum comentário: