terça-feira, 9 de novembro de 2010

Não tá tão ruim

Cheguei a cogitar desistir das 24hs de campinas devido à minha dor bundal, que não passa. Dói pouco, é praticamente um incômodo, exceto em alguns movimentos bruscos, mas mesmo nestes a dor é leve. Só que o negócio é constante. E não muda a intensidade, não parece estar sarando. Mesmo com alongamento e massagem, continuava igual. Mas o retorno hoje aos treinos, como um verdadeiro treino-teste, serviu para aplacara alguns medos. 

Fui rodar no parque. Atrasado, com umas dores de cabeça tremendas no trabalho na Prefeitura (a chateação é pelo fato desses enroscos atrapalharem ir treinar, já que eu não dou a mínima para esse tipo de coisa, só resolvo por mero senso de responsabilidade e para me livrar logo), descobri que teria que fazer um 10k. Será que daria? A dorzinha incomodou no começo, a perna está meio travada, não consigo ter amplitude na passada, mas de 1 a 10 em escala crescente, a dor se manteve a maior parte do tempo no 1 e com raros picos de 3. Não sei quanto tempo eu levei nessa rodagem, mas estimo uns 56 minutos, em um ritmo ameno, meio temeroso. Usei o Nike Free, levinho...

O fato é que depois da corrida a dor melhorou. Não sei se é porque aqueceu o músculo, muito embora eu já esteja agora frio e mesmo assim com a mesma intensidade baixa. Sumiu? Não, tá lá ainda. Mas tá até mais leve do que antes. Gosto de dizer que corrida cura tudo, mas será que vai ser assim até com essa porcaria de lesãozinha? Tomara.

3 comentários:

elis disse...

oi!!!

tomara que a corrida seja o melhor remédio;)

essa lesão zinha vai desistir logo de você;)

parabéns pelo treino!
e boa sorte em campinas!

http://elismc.blogspot.com

curso disse...

Já tentou osteopatia?É uma terapia manual,para mim funciona como se fosse uma longamento bem forçado mas ajuda muito a melhorar e bem mais rápido que a fisioterapia convencional.Vi sua postagem no blog de Júlio,me chamou a atenção porque sinto a mesma coisa,essa dor constante mas que não te impede de correr e o que me ajudou bastante foi essa terapia,então resolvi te dar a dica,sucesso em Campinas!Juliana Job

Ricardo Nishizaki disse...

Juliana, na verdade eu já não me submeto a uma fisioterapia convencional e nem estou indo lá especificamente por causa dessa lesão, mas, sim, porque eu já faõ um tratamento preventivo há algum tempo. O pessoal da Fisiorun segue uma linha chamada SGA. Vamos ver se funciona, embora já fique claro que o meu alongamento melhorou. Agora, essa lesão, espero, é daquelas de curta duração, menos curta do que gostaria, mas ainda assim espero que não perdure muito. Só de correr ontem já melhorou bastante, o que por si só mostra o quão a corrida me faz bem!! Elis, sim´bora correr!!