sábado, 19 de fevereiro de 2011

Trail no asfalto

Bom, vamos lá: quarta-feira, uma nova série de musculação, de pura potência. Pouquíssimas repetições e peso máximo. Agachamento com 125kg, extensora unilateral com 45kg, o bicho pegou. Não saí nem um pouco cansado do treino, mas na quinta, pra correr... putz, a perna tava pesadìssima. Com chuva, então, parecia que eu não saía do lugar. Com circuito antes, então... dessa vez foi um circuito só, longo, com várias repetições, e 45 minuto de fartlek, 10min/5min, forte-fraco. Rodei 8,5km em 44 minutos (5min10/km), o que indica que o ritmo do forte devia estar mais forte do que o esperado, já no fraco eu trotei bem lento. (Nike Structure Triax novo).

E o título do post. Não, não é porque o Ibirapuera continua recapeando e a pista tá meio bizarra. É porque neste sábado teve treino em Aldeia da Serra. E a cada treino que faço lá tem cada vez mais asfalto e cada vez menos terra. Lentamente os administradores vão asfaltando as estradinhas do lugar, o que deve ser bom para os moradores (e obviamente o interesse justo é deles!), mas ruim para os corredores. Quando comecei a treinar por lá, em 2006 ou 2007, o asfalto terminava logo após a entrada do Condomínio que dá nome ao lugar. Logo após, asfaltaram um bom trecho de uns 2km até a Igrejinha. Ali começa a terra e ainda continua sendo assim. Mas lá no meio, mais asfalto, surgido do nada. Lógico que continua sendo duro, um sobe e desce de cabrito, mas tá cada vez menos trail. Bom, hoje, sem travar o cronômetro nas pausas que fiz para tomar água, e contando ainda o trotinho final, foram 13km em 1h19, o que dá un 6min04/km. Se fosse líquido, seria um pouco mais rápido, já que o Gaspa, com quem corri o tempo inteiro, marcou uma ida de 36min e volta de 37min, para trechos com 6.27km. Foi um treino doído e em que senti muito. Mas fiz... de Suacony Glide.

3 comentários:

satrijoe disse...

Taí um outro local que não conheço. Mas pelo visto, realmente é conhecido pelos treinos cabritais.

Agachamento com 125kg? Tá doido, sô. Eu agachava uma e não conseguia mais subir. Nesses treinos é bom ter feito a lavagem intestinal pra não dar m%¨*% kkk

Abs,
Shigueo

Anônimo disse...

MORO NA REGIÃO E NÃO VEJO A HORA DO ASFALTO SAIR, TENHO UM CARRO QUE NÃO TEM NEM 15 000 KM RODADOS E JÁ ESTÁ COM UM FURO NO TANQUE DE COMBUSTÍVEL, SEM FALAR NA POEIRA, QUE SUJA O CARRO E COITADOS DAQUELES QUE NÃO TEM CARRO E ANDAM NA ESTRADA COMENDO TERRA,
SE VOCÊ TA ACHANDO RUIM A ESTRADA VAI PEDALAR LÁ NO INFERNO!!!!!!!!!!!!!!
SEU IDIOTA NO SENTIDO CIÊNTIFICO DA PALAVRA

Ricardo Nishizaki disse...

Olá, Anônimo! Existe um negócio chamado analfabetismo funcional que é basicamente a incapacidade de uma pessoa em compreender o que está escrito. Ela até pode saber ler, mas não entende o que está escrito. Para que eu não a insira no rol das pessoas assim qualificadas, vou te dar outra chance de ler o texto...