domingo, 13 de março de 2011

A melhoria da capacitação fìsica com o treinamento constante, ou...

... só treinando pra melhorar! É assim, não tem jeito. Depois de um Carnaval onde o que eu mais fiz foi correr - se eu não me engano foram 43k, a maioria em subida e descida - os treinos continuaram sem moleza. Acabou a base, acabou esse negócio de correr e parar fazer polichinelo ou coisa do tipo. Agora é corrida, corrida e corrida.

E musculação, na quarta e na sexta. O peso tá subindo, 135kg no agachamento (também, são só 3 repetições por série, é força máxima) dentre outras doideras. Mas lógico que também teve corrida. Na quinta os famigerados intervalados com velocidade. Aquecimento de 1km e 3 voltas de 3km a cada 20minutos. Ou seja, se você fizer a volta de 3km em 14, descansa 6, se fizer em 18, descansa só 2... e nessas voltas, variação de velocidade progressiva, com o último quilômetro além do L2, em VO2, na terminologia trilopeana. Minhas voltas foram 14min56s, 14min48s e 14min41s. Tá de bom tamanho, já que na progressão o primeiro quilômetro era mais leve. Total, 10km, de Nike Structure Triax novo.

E no sábado, segundo longão do ano. De mochila de hidratação, pesada, com quase 3kg nas costas, saí pra fazer 24km, em 3 voltas de 08km. O ritmo foi de 5min52/km, em mais ou menos 2h18. Foi puxado, cansativo, doído, como em toda fase de retomada de quilometragem alta. Mas nada de mais a registrar, ritmo bom, "conversativo", de Saucony Glide.

O odômetro tá girando...

Nenhum comentário: