domingo, 24 de julho de 2011

Double Long

Fazia tempo que eu não fazia um longão duplo no final de semana... mas, enfim, Bombinhas se aproxima, e por incrível que pareça a idéia desse longo duplo no final de semana era o de evitar desgaste. Sim, porque embora tenha sido um treino de volume, não envolveu um desgaste muito pesado nas duas sessões e, entre elas, houve um descanso.

Mas o registro cronológico deste post começa antes, na quinta, com um 2-6-2. Não, isso não é esquema tático de time de várzea, mas um treino que começou com uma rodagem de 2km, seguida de um trecho de 06km mais forte e, por fim, outra rodagem de 2km. O que interessa, que foram os 06km, saíram em 31 minutos, contando um pit stop que fiz no banheiro. Média de 5min10s/km, mas que foi efetivamente mais rápido, já que teve o pit stop. Não foi um treino exaustivo, não fiz força total, mas foi fortinho. Meu ritmo atual de velocidade está meio ruim mesmo, mas embora tenha corrido com a barriga bem estufada por conta do feijãozinho do almoço, corri bem melhor do que na terça. Com o aquecimento, deu 11km, de Nike Structure.

Na sexta, musculação e no sábado, enfim, o primeiro longão. Talvez por causa da musculação, tava meio travado, não sei, o pé doía dentro do tênis, como se não estivesse adaptado a ele. E fiz do treino uma diversão, corri com o Giglio, a Rose, a Day, o Brunetti e a Bia, em um ritmo levemente mais lento do que normalmente eu faço, mas que mesmo assim tava meio difícil, já que estava em um daqueles momentos em que "não é o dia". Mas as risadas valeram o treino. E de qualquer modo, rodamos 16,5km, com Mizunão Nirvana, e camel back nas costas.

A segunda perna do longão do final de semana foi melhor. Rodamos no sítio do Giglio, em São Roque, e saí me sentindo mais leve, mesmo estando mais quente, com sol e tempo aberto. Deu 19 km, em um treino que é mais difícil pelo terreno, pela variação de inclinação e pelo próprio tênis de trilha, mais pesado, e eu cheguei sobrando. Deve ter sido vontade de chegar logo pro churrasco, mas é incrível o poder da mente nessas horas, não?


Nenhum comentário: