sábado, 20 de agosto de 2011

R. I. P. Garmin Forerunner 305

Meu velho Garmin 305, companheiro de tantos longões, tantas ultras e tantas maratonas acaba de falecer. Por volta das 18hs do dia 19 de agosto de 2011, quando eu o preparava para mais uma carga de bateria para o treino do sabadão, percebi que ele simplesmente não respondia. Aquela confortável mensagem de "Baterias a carregar" não aparecia no visor. Nenhum barulhinho. Tentei ligá-lo e nada. Consegui ainda, em um último suspiro, baixar os últimos registros, que foram justamente de Bombinhas, e depois disso, nada! Nem conectar no computador eu consigo. Procurei dicas na internet e a única que eu não usei ainda foi tentar secá-lo, mas acho isso apenas uma tentativa desesperada, já que eu não o molhei lá em Bombinhas, pelo que me lembre.

Adeus, Garmim. Meu pulso esquerdo branco sempre lembrará de você, já que contrasta com o resto do braço, bronzeado do sol dos longões. E meu braço esquerdo também, já que ele é muito mais forte que o direito graças ao sobrepeso carregado por ti, megarelogiãoGPS!

Treinos, treinos de regeneração na semana: terça com 7,5km feitos com Edith, Grazi e Fred. Não dá pra dizer que foi leve, especialmente a segunda volta, mas foi curto, 40 minutos (Nike Free). Quarta de musculação, série nova mescalada com uma ausência de duas semanas, o que resultou numa quebradeira total, tudo dolorido. Na quinta, um treino de fartlek que também deveria ser em ritmo leve: 1h10 rodados com 08 rampas da Bienal. O problema é que não rodamos leve, e as rampas da Bienal ficaram bem pesadas... 12km, com Mizuno Nirvana. E neste sabadão, finalmente algo tranquilo: 1 hora rodando na garoa, conversando com a Dalva, na volta de 10 km com Biologia, usando, pela última vez, o Saucony Glide. R.I.P. também Sauconyzinho, você foi um bom tênis!! E fim da sessão despedidas!!

Nenhum comentário: